Sob os olhares de Gareca, Palmeiras vence mais uma no Brasileirão

Leia o post original por Flavio Canuto

Com o novo treinador nas tribunas da Arena Fonte Luminosa, muitos atletas do elenco trataram de mostrar serviço logo no começo da partida. Mesmo muita organização tática e criando poucas chances de gol, estava claro que a boleirada estava correndo um pouco mais para tentar impressionar Gareca.

Ainda assim, o futebol apresentado não empolgou ninguém. O importante mesmo foi que conquistamos mais uma vitória, desta vez por 1 a 0 sobre o Figueirense, em Araraquara.

Com os retornos de Wendel e William Matheus, o Palmeiras teve um início de jogo promissor, com chances de gol aos 4 minutos com Diogo e, aos 7 e 9 minutos, em chutes de fora da área de Wesley. A partir daí, no entanto, o time voltou a errar muitos passes, dando chances para o time adversário sair nos contra-ataques.

A nossa sorte é que esse time do Figueirense é muito fraco e já fez o que tinha que fazer neste campeonato. Certo?

Aos 33 minutos, depois de muito tempo, o Palmeiras conseguiu outra boa chance de gol, evitada pelo adversário, que só foi criar algo aos 34 minutos, em um arremate de Leandro Silva que possibilitou boa defesa para Fábio.

O goleiro palmeirense até então estava assistindo tranquilamente a partida. Com o Palmeiras atacando com mais volume, principalmente através das descidas de Diogo e William Matheus do futebol alviverde, o gol parecia mais próximo.

Aos 36 minutos, a maravilhosa torcida palmeirense do interior soltou o grito de gol entalado na garganta. Após boa jogada, William Matheus cruzou bem, a bola passou pelo Diogo, mas Henrique estava bem posicionado e desviou a bola para o fundo do gol. 1×0 Verdão!

É impressionante o faro de gol desse cara, que está caindo nas graças da torcida. Alguém ainda tem saudades do Kardec?

Wellington Santos levou perigo à meta palmeirense aos 40 minutos, mas a bola passou longe, para felicidade de Fábio.

Na segunda etapa, o Palmeiras criou a sua primeira chance clara de gol aos 10 minutos, em boa jogada de Marquinhos Gabriel cujo arremate parou nas mãos do goleiro adversário. Depois disso, o Palmeiras recuou demais e o jogo que parecia fácil, começou a ficar perigoso.

Aproveitando o absurdo recuo palmeirense, o Figueirense quase empatou aos 20 minutos em cabeçada de Giovanni Augusto bem defendida por Fábio, que mais uma vez fez uma ótima partida.

Aliás, o jovem goleiro do Verdão foi um dos atletas mais ovacionados pela torcida na Arena Fonte Luminosa.

A entrada de Bernardo aos 22 minutos no lugar do apagado Mendieta pouco mudou o desenho da partida. O lance capital do jogo ocorreu aos 29 minutos, quando Everaldo aproveitou falha da defesa alviverde e ficou cara a cara com o goleiro Fábio que, com agilidade saiu bem da meta e evitou o que seria o empate da equipe catarinense. Um milagre!

Apesar da aprovação da torcida, que está botando muita fé no seu futebol, Bernardo ainda não está pronto para atuar como titular. Já Mendieta, tentou, tentou, mas não conseguiu criar nada e saiu vaiado de campo.

Por outro lado, alguns jogadores merecem destaque: o esforçado atacante Diogo, que ajuda muito na marcação e apoia bem, e o lateral William Matheus, que definitivamente sepultou a Avenida Juninho do lado esquerdo.

Daí em diante, pouca coisa ocorreu, com o Figueirense ficando mais tempo de posse de bola mas sem competência para criar algo que prestasse.

Victor Luis entrou no lugar de Marquinhos Gabriel, segurando demais a bola na intermediária. O atacante(???)Mazinho entrou na vaga de Wesley para ganhar tempo, com o resultado sendo mantido para alegria dos 10.870 torcedores presentes em Araraquara.

Dá vontade, mas creio que é melhor não criticar muito a equipe neste momento em que as coisas estão dando certo e quando estamos diante de possibilidade de uma ampla renovação dentro de campo com a chegada do novo treinador. Muita coisa deve mudar nesse time e espero que seja para melhor.

Você também pode me seguir no Twitter ou  Facebook!

Abraço a todos!