OPINIÃO: São Paulo 1×0 Grêmio

Leia o post original por daniel perrone


Nação do Maior do Mundo;

Um jogo complicadíssimo no Morumbi, e o São Paulo fez o que tinha que ser feito. Menos de 72 horas após a derrota no Rio de Janeiro, a equipe mediu forças com um dos times mais difíceis do campeonato e venceu. Resultado importantíssimo para não se desgrudar da parte de cima da tabela.

Logo após o jogo eu quase pensei em ir a Avenida Paulista comemorar. Sabe por que? Porque essa vitória vale mais que os três pontos. Vale pela recuperação de uma traulitada que poderia desalinhar o time. Tá certo que o SPFC apagou no segundo tempo contra o Fluminense, mas não merecia aquele resultado elástico que refletiu em boa parte da cornetagem nas redes sociais até esse sábado a noite. Valeu pela volta por cima de jogadores como Lucão, que foi questionado pelo gol contra no Rio.

Para quem ainda tem pouca vivência no futebol, uma informação: Desde o sistema de pontos corridos, o Grêmio é uma das maiores pedras no sapato do São Paulo. Time copeiro, que joga bem fora de casa e buscou oportunidades, vide o gol perdido por Barcos aos 48 minutos e 30 segundos. Se aquela bola entra o sentimento nos comentários aqui seria outro. Portanto, calma lá: Menos mimo e mais realidade.

O jogo foi equilibradíssimo, com bons momentos do Grêmio (início e fim do jogo) e do São Paulo (os 30 minutos do primeiro tempo e 30 do segundo), mas desde o apito inicial meu sentimento era que o placar seria resolvido em uma bola parada. Não deu outra: Lucão fez na segunda etapa o gol que Antônio Carlos não conseguiu no primeiro tempo. E Barcos desperdiçou a oportunidade clara dos visitantes. Pontos para se comemorar SIM.

Porém, comemorar a vitória deste sábado não quer dizer imaginar cegamente que a equipe esteja fadada ao título. Sabemos bem o que precisamos, e espero que a diretoria esteja realmente no caminho de uma ou duas contratações “prá vestir a camisa de titular”.  Mas Campeonato Brasileiro é assim: A história se constrói aos poucos, com pontos preciosos em momentos cruciais. Vale lembrar que nesta primeira “etapa” de campeonato (antes da paralisação da Copa) jogamos simplesmente contra Botafogo, Cruzeiro, Coritiba, Flamengo, Corinthians, Fluminense e Grêmio. Tirando o Coxa (e nem tirando tanto assim), só camisa pesada. E ainda temos o CAP e o Galo antes de encerrar essa etapa. Em termos de pontuação, nada mal assim.

Eu acredito que dá para trilhar bem esse campeonato. É só não perder o sentimento coletivo de luta, entrar um ou dois bons nomes, voltar meia dúzia de gente que está nas seleçõezinhas e a torcida apoiar que algo bom a gente pode conquistar. Jogaremos em “casa” contra o CAP e temos tudo para encher o Morumbi no sábado as 18h30 contra o Galo. Vamos que vamos, não sem antes venerar o grito da torcida da noite deste sábado: “Copa é o caralh*, minha seleção é o time do São Paulo!”.

Saudações Tricolores!

Nota dos personagens da partida:

Rogério Ceni Seguro quando exigido. Partida tranquila. A melhor defesa foi no fim do jogo. Goleiro quando é bom tira a bola até com o “olhar”… Nota: 8,5

Douglas Tem que admitir: O “Doug” é o melhor lateral direito do elenco. Melhorou o setor. Nota: 7,0

Lucão O menino comeu o pão que o Diabo amassou na quarta. Hoje se redimiu com o gol. Ainda não está pronto para assumir a responsabilidade, mas aos poucos vai conquistando a confiança do técnico e da torcida. Nota: DEZ (gol essencial)

Antônio Carlos Se aquela bola dele entra era mais um prá artilharia. Mas ajudou no mais importante: A defesa. Nota: 6,5

Reinaldo A fraca técnica justifica a condição de reserva. Nota: 5,5

Souza Bela partida, disputando todas as bolas no meio. Nota: 7,5

Maicon Vejam bem, não é volante marcador mas hoje foi bem participativo no meio-campo, com boa troca de passes e até chegou bem ao ataque. Bom jogo. Tomou o terceiro amarelo e não joga no meio da semana. Nota 7,5

Ganso Como não teve moleza para chegar ao ataque, viveu de dois ou três bons passes para os companheiros. Foi responsável pelo cruzamento do gol. Nota: 7,0

Pato Talvez a atuação mais fraca desde a estréia. Responsável pela articulação e marcação em algumas partes do jogo, não encostou nos homens de frente. Nota: 5,5

Luis Fabiano Muita disputa, discussão com os zagueiros e vontade de sobra. Mas não teve chances de arremate. Nota: 6,0

Osvaldo Também bem anulado, assim como Pato. Nota: 5,5

Pabón e Boschilia Entraram mas não tiveram destaque em suas funções. Nota: 5,5

Muricy O São Paulo precisava apagar a atuação do meio da semana e principalmente ganhar os três pontos em casa para não complicar. Foi o que ele fez: Manteve o time (a exceção da entrada de Douglas), pressionou quando podia, teve sorte no último minuto e saiu com o dever cumprido. Deve colocar Hudson no lugar de Maicon, suspenso. Nota: 7,0

PS: Tricolor, se você não compactua com as opiniões emitidas no texto ou com a opinião de outros torcedores seja educado no modo de se expressar. Aqui não é área de criança. Mensagens em desordem com o andamento do blog serão moderadas. abs!

Me siga no Twitter: http://twitter.com/danielperrone
Curta a Fan Page: http://facebook.com/danielperronespfc
Instagram: http://instagram.com/danielperrone

Opine, palpite, participe do Blog do Maior do Mundo!