Trocar o Adílson agora não adiantará

Leia o post original por Bruno Maia

crédito: Marcelo Sadio (C.R. Vasco da Gama)

A quizumba política que o Vasco vive este ano é o pior inimigo que temos na volta pra série A. Da outra vez que passamos pela segunda divisão, vivíamos um início de mandato, com uma equipe de pessoas que queria fazer dar certo. Se estivéssemos naquela época, tenderia a concordar com quem pede a troca da comissão atual. Porém hoje, o cenário é outro. Estamos no fim da festa, no raspa do tacho da panela velha. Não se vê ânimo de parte alguma. Não há propostas e nem certeza do que será o clube daqui a três meses. Ao contrário do que a maior parte das pessoas que comentam aqui no blog acha, na minha opinião, neste momento político do clube, tirar o Adílson é a pior coisa que pode acontecer. Estamos numa fase em que não há diretoria no Vasco. O problema é esse. O Adílson é o que tem pra agora. É isso aí. A indefinição política do clube é tamanha que é IMPOSSÍVEL um técnico bom assumir agora. Vai entrar rabada. Quem topar, vai ser mais um interesseiro, querendo voltar aos holofotes e aproveitar o Vasco pra catar uns trocados. Ninguém sério assume agora. Adílson vem mal? Sim, não está conseguindo acertar a mão desde a final do Carioca. Infelizmente, trocá-lo é ainda pior. Querer vê-lo fora neste momento é nos cegar para onde está a verdadeira responsabilidade: na falta de rumo que vive o clube.

Depois das duas fracas atuações, é difícil saber o que esperar do time na partida de hoje. O desânimo que toma conta de todo mundo não deveria chegar aos jogadores, mas é pouco provável. De mim, tomou geral. A melhor notícia é que Adílson desistiu da invenção dos três zagueiros e voltou para o que vinha sendo a forma de atuar. Em Bragança Paulista, a presença do Biteco de titular parece que será a única “aposta” desta noite. É válida, já que o cara chegou a pouco tempo e Marquinhos não vem repetindo as boas atuações de suas primeiras entradas no time. O garoto é bom, tem que ser trabalhado com cuidado, mas na comparação, Yago tem jogado melhor e merece seguir.

Hoje é daquelas noites que jogar bem adianta menos do que ganhar. E torcer para setembro chegar logo e a eleição trazer algo de bom…