Montillo é aposta de alto risco; e para o Flamengo, ainda mais

Leia o post original por Vitor Birner

De Vitor Birner

Montillo tem 30 anos e atuou realmente muito bem durante duas temporadas e meia.

Quando defendeu a Universidad de Chile, por isso despertou interesse do Cruzeiro e foi contratado pela Raposa, onde conseguiu manter o bom nível no primeiro ano de clube.

Foi uma sequência de mais ou menos dois anos e meio, na qual justificou a expectativa de quem o acompanhou no começo da carreira, quando apareceu como uma promissora revelação do San Lorenzo, e se frustrou ao vê-lo fracassar com a camisa do ‘El Santo’.

Por que a direção do Flamengo, cheia de problemas de caixa, quer investir alto nele?

Não se lembra da última temporada dele na Raposa e da passagem pelo Santos?

Concordo que se trata de um atleta mais habilidoso que a média aqui no Brasil, mas a chance de frustrar os cartolas e a torcida, caso venha para a Gávea, é bem razoável.

Além da chance de não mostrar o futebol no padrão técnico que imaginam, também existe a de os outros jogadores do elenco ficarem incomodados com os R$600 mil mensais oferecidos.

A última coisa que o Flamengo precisa é um grupo de atletas desunido.

A parte coletiva será fundamental para o Flamengo durante o Brasileirão.

Se depender da individualidade, vai ficar abaixo da décima posição.

A não ser que a direção contrate meia dezena de bons jogadores e Montillo seja mais um entre eles.

Lembro que a própria diretoria diz que a política econômica da atual gestão do futebol não permite grandes gastos.

E que os dois jogadores mais caros do elenco nos últimos tempos foram Carlos Eduardo e André Santos.

Nenhum deles chegou sequer perto de justificar o gasto.

Se os cartolas trouxerem Montillo e ele não se destacar, a direção não vai poder reclamar caso alguém peça para ela assinar o atestado de incompetência na hora de escolher em quais atletas vale a pena investir mais.