Felipão entre noites mal dormidas e pensamentos espinhosos

Leia o post original por Mion

 

O que fazer? Corro ou fico parado? O bicho vai pegar!

O que fazer? Corro ou fico parado? O bicho vai pegar!

O técnico Luis Felipe Scolari admite enfaticamente que não consegue dormir direito. E não é para menos, muito porque causou um mal a si mesmo. Começou com escalação prematura, irrevogável de Júlio César e Fred. Ninguém pode ser titular absoluto meses antes de uma Copa ainda mais em se tratando de atletas de excelente nível, mas não excepcionais. Agora depara com outro problema de difícil solução: setor defensivo. David Luis e Marcelo não estiveram em alta nos últimos dois meses em seus clubes. O mesmo ocorre com os volantes, Luis Gustavo, estável, entretanto Paulinho foi muito mal no Tottenham exatamente por pecar na marcação. A solução simples de mudar a escalação torna-se verdadeira loteria, sacar dois ou três titulares dias antes da estreia na Copa como será assimilado pelo grupo, a “família Scolari”?

Felipão sabe das limitações do selecionado. São jogadores com ótima técnica e altamente eficientes, o título é possível desde que sejam respeitados dois aspectos fundamentais: Prevaleça acima de tudo a tal “família Scolari” acompanhada bem de perto pelo fator casa. A torcida empurrando, dando alicerce psicológico, cada jogador renderá o máximo e assim como aconteceu na Copa das Confederações o hexa é possível. Entretanto caso a “família” tenha problemas de relacionamento, fatalmente afetará diretamente no rendimento, realçando as limitações técnicas da equipe.

A confiança dada por Felipão está estampada no rosto dos jogadores. David Luis, Marcelo e Paulinho têm certeza absoluta de serem titulares. Já sonham com as próximas fases e pensam em levantar a taça. Marcelo, por exemplo, encarou vários problemas com treinadores por ficar no banco. Fala demais e transmite uma certa arrogância. David Luis recebe apoio da mídia mundial que o considera ao lado de Thiago Silva a melhor dupla do mundo. Como mexer nos dois atualmente? Mídia e torcedores irão entender? E se não der certo as conseqüências serão terríveis. E aí surge o grande desafio de Felipão: como tomar as providências necessárias sem deixar o grupo escapar das mãos?

O Brasil possui dois alas, Dani e Marcelo, não sabem marcar, causam sérios problemas em seus clubes por esta deficiência. David gosta de descer e muitas vezes atua como falso volante. Paulinho peca na marcação, não consegue ficar preso na cabeça-de-área. Para completar a seleção joga com 3 atacantes. Hulk, Fred e Neymar podem até ajudar, porém não são especialistas na marcação. Aliás, cometem muitas faltas ocasionando amarelos e até vermelhos. E em Copa do Mundo não dá para bobear.

A chave do Brasil não está entre as mais fáceis como muita gente anda falando. Croácia ostenta a 16ª colocação no ranking da FIFA, possui jogadores bem cascudos. Por ser estréia as chances de se tornar uma partida complicada são plasíveis. Pode até golear, mas será do jogo através de oportunidades surgidas. Depois encara México, sempre uma seleção chata e complicada historicamente. Para fechar a fase de grupos, Camarões de Eto’o. Falam tanto da fragilidade dos africanos, mas na semana passada bem que arrancou um empate em 2 a 2 na Alemanha. Fez dois gols na defensiva fechada dos alemães, imagine se o setor não for seguro e bem estruturado, o que os camaroneses podem fazer. Assim há razão de sobra para Felipão não conseguir dormir, não será exagero penar durante as madrugadas por ter pesadelos horríveis.