Pai de meia da Croácia tenta, em vão, ver o filho depois de 3 anos

Leia o post original por blogdoboleiro

O ex-atacante do Bahia, Adailton César Santos Campos, apareceu no aeroporto Luis Eduardo Magalhães para ver o filho. Não viu. Como toda a delegação da Croácia, o meia Sammir saiu do avião , entrou no ônibus e seguiu para um hotel na Praia do Forte a 77 quilometros de Salvador. “Vim aqui para dar um abraço nele. Não o vejo há três anos”, disse Adailton que hoje trabalha como vigilante.

Ex-jogador de futebol, ele inspirou o filho a tentar a carreira de boleiro. A mãe de Sammir, dona Erci da Silva Cruz, disse em entrevista à Agência Estado que ele deixou a casa em Itabuna (BA) quando tinha 11 anos e foi para Belo Horizonte. “Ele foi jogar no Atlético-MG seguindo o caminho do pai, que também foi jogador”, afirmou.

Segundo Adailton, ele perdeu contato com Sammir. O atleta do Getafe, da Espanha, retorna ao Brasil e vai visitar a mãe. Esteve em Itabuna no mês de fevereiro. Erci conheceu a casa onde o meia morou em Zagreb, quando era atleta do Dinamo. “Acho que depois da Copa, vou com ele para a Espanha, para conhecer Madrid”, afirmou.

Vestindo bermuda e camiseta, Adailton vai tentar encontrar o filho na Praia do Forte. A seleção croata treina na manhã desta quarta-feira.