Cristiano estourado?

Leia o post original por Mauro Beting

Em 2013-14, Cristiano, o melhor de 2013, jogou 59 partidas por Real Madrid e Portugal. Marcou absurdos 65 gols. Deu mais 15 assistências.

Foram 80 gols diretamente criados em 59 partidas.

Um assombro técnico, físico, tático, anímico, tudo.

Cristiano sobrou em 2013-14. Pode estourar no Mundial onde já chega baleado. Dor no joelho. Coxa. Foi o que se viu na final de Lisboa. Um Ronaldo mais entregue, com menos intensidade e velocidade. Não sentia o jogo e nem pressão, que ele é não é disso.

Ao contrário: em 2006, depois da expulsão de Rooney, foi vaiado até o final das quartas. Na semifinal, em Munique, pegava na bola e era vaiado pelo Allianz Arena. E jogou bem contra a França. Na disputa pelo terceiro lugar, em Colônia, a mesma coisa: vaiado como nenhum outro craque antes ou depois em qualquer Copa.

Na final da Liga em Lisboa, Cristiano estava estafado. Estourado. Não se poupava. O corpo é que não conseguia dar o muito que dá a ele.

Como, agora, a mesma coisa acontece.

Ele não começará a Copa 100%. Se começar contra a Alemanha.

Provável até que seja poupado, guardado para outros jogos que deverão definir a classificação dos tugas.

Uma pena para Portugal e para o torcedor.

Mas quanto mais ele for poupado, melhor para todos.

Quem sabe, pior para os futuros rivais. Ainda que Portugal não deva ir longe, Cristiano ainda não conhece o próprio limite.