Gramado da Fonte Nova recebe toneladas de sementes e areia

Leia o post original por blogdoboleiro

O gramado da Arena Fonte Nova, Salvador, recebeu um reforço:  meia tonelada de adubo importado da Alemanha, meia tonelada de sementes de grama importadas da Dinamarca, 30 toneladas de areia inerte tratada e peneirada. O estádio que vai receber seis partidas da Copa do Mundo passou por um processo igual ao do Maracanã: piso resistente a temperaturas altas e baixas, além da chuva.

Durante três dias da semana passada, a empresa que cuida da grama da Fonte Nova, utilizou máquinas que também vieram do exterior (EUA, Inglaterra e Holanda) para dar o último retoque. A drenagem é a vácuo, as raízes foram insufladas a ar, o que mantém o oxigênio a, no mínimo, 18 por cento.

Falta agora pintar as linhas, colocar as traves e cortar a grama na altura de 20 milímetros. Isso só vai acontecer dois dias antes do primeiro jogo.

Mineirão e o Maracanã estão no mesmo estágio. No Rio, Argentina e Bósnia vão testar a superfície verde no dia 15, domingo, em jogo válido pelo grupo F.  Em Salvador , na sexta-feira, dia 13, Espanha e Holanda abrem a disputa do Grupo B e, no Mineirão, a Colômbia encara a Grécia.