Fernandinho x Paulinho?

Leia o post original por Mauro Beting

Paulinho é um todocampista. Marca como volante e chega armando quase como atacante.

Foi assim desde que explodiu no Corinthians. Foi assim na Copa das Confederações. Nem sempre assim pelo Tottenham.

Às vezes jogou com outras atribuições. Às vezes atual mal. Pouco.

Mas não tão pouco como contra a Sérvia.

64 minutos sem brilho. Intensidade. Marcação. Armação

Nada.

Fernandinho entrou melhor.

Marcando mais. Protegendo mais as laterais expostas. Saindo bem para o jogo. Chutando mais a gol. Fazendo muito mais.

Com a zaga exposta como esteve no Morumbi, para dar um pé mais que necessário a Luiz Gustavo, Fermandinho pode emular o ídolo Kleberson. Outro que chegou por último e foi o primeiro em 2002.

Ele marca mais que Paulinho, Hernanes e Ramires.

Não joga tão menos que o trio mais à frente.

Fez temporada e mais regular que os três.

Pode fazer as duas funções mais que os três e Luiz Gustavo.

Enfim, pode ser um nome para a sequência da Copa.

Mas não para agora.

O Brasil para começar contra a Croácia é o time de 2013.

No intervalo já não sei.

Mas é essencial não perder os titulares e a confiança. É preciso dar mais chances a quem já deu título em 2013.