Não é só o assento que é morto

Leia o post original por Mauro Beting

Depois do tal “volume morto” que “explica” a falta de água e outros atributos em São Paulo, agora a Fifa explica que existe um tal de “assento morto” na arena que inaugura a Copa.

Deve ser o tal ponto cego. Nó cego. Credibilidade padecida. O nome que quiser dar para o inominável encolhimento da capacidade projetada, avisada e, agora, a uma semana do jogo inaugural, limitada em mais de seis mil lugares.

Como só agora souberam?

Por que só agora informaram?

Vai ter Copa.

Mas vai fazer mal feito assim lá no Brasil.