Biancucchi diz: Argentina do primo Messi “ainda não é favorita”

Leia o post original por blogdoboleiro

O atacante argentino Maxi Biancucchi, primo de Messi e jogador do Bahia, ainda não acha que a seleção da Argentina possa ser incluída entre as mais fortes da Copa do Mundo de 2014. “Ela tem um ataque muito forte, mas não tem defesa sólida e o meio de campo ainda não está equilibrado”, disse antes de deixar o Brasil nesta quinta-feira.

Biancucchi, 29 anos, torce para que o time de seu país se fortaleça durante o Mundial. “Ainda não vejo que tenha equipe para chegar, mas é uma seleção importante e pode crescer com os jogos”, afirmou em entrevista ao canal Fox Sports, antes do embarque em Recife. O jogador vai dividir a folga de 15 dias entre Rosário onde mora (e onde nasceu o primo Lionel Messi) e Assunção, no Paraguai, onde vivem os parentes da esposa.

O atacante do Bahia é sempre evasivo quando se trata de falar do primo, Messi. “Ele bem é muito importante. O Messi é um dos favoritos a ser o melhor da Copa, como é o Neymar e o Cristiano Ronaldo. O Ronaldo tem uma dificuldade a mais: o time dele não é tão bom assim”, avaliou. Mas Maxi coloca Messi dentro de um ataque que considera muito bom, com Agüero, Di Maria e Higuaín.

Para Biancucchi, o Brasil é o grande favorito ao título, ao lado da Alemanha. "Brasil tem uma vantagem: o fato de ter sido campeão da Copa das Confederações deu uma força a mais e jogar em cas, com apoio da torcida, é importante”, falou.