Notas do Brasil. Jogo 1

Leia o post original por Mauro Beting

Júlio César: 7. Nada podia fazer no gol, depois foi bem nos tiros longos

Daniel Alves: 5. Estava na frente dando combate e não teve um pé de Oscar e nem de Paulinho no gol croata. Avançou menos, sofreu no jogo aéreo, e esteve desatento.

Thiago Silva: 6. Menos do que pode jogar. Algumas saídas erradas e entregue pela atuação abaixo da média do setor direito do Brasil.

David Luiz: 7. Marcou. Correu. Lutou. Gritou. Emocionou. Jogou. O melhor da zaga. Nos contrastes e pelo alto. Errou menos passes que os companheiros de zaga.

Marcelo: 5. Infelicidade no gol que começou errado lá na frente. Teve equilíbrio para se manter no jogo. Sofreu com Perisic. Mas não comprometeu. Podia ter avançado mais.

Luiz Gustavo: 7. Marcou por todos. Protegeu bem o lado esquerdo. Desarmou bem. Saiu com correção quando veio negociar com os zagueiros. Ótima partida. Boa saída de jogo.

Paulinho: 6. Apresentou-se melhor. Chegou mais à frente. Mas não deu o pé necessário ao sistema defensivo. E não foi tão feliz nas conclusões. Ainda devendo.

(Hernanes: 6. Articulou e pensou mais o jogo. Fez o necessário para o momento. Cada vez mais uma opção interessante para criar. Embora, para marcar, com a compactação ainda falha, melhor Fernandinho).

Oscar: 9. Quem mais desarmou, acredite. Até no pé de ferro que deu no gol de empate. Quem cruzou para Fred cavar o pênalti. Quem fez na raça um gol de bico. Quem teve de ser mais um ponta pela direita. Quem era o mais criticado. Merece elogios. Mal lembramos de Willian. Bela e merecida partida. Embora ainda precise se mexer mais e ser o organizador que é do time.

Neymar: 8. Perdeu o braço em um adversário. Chutou mal e fez um gol. Não bateu tão bem assim o pênalti. Mas fez dois gols. Criou. Armou. Driblou. Irritou. Enervou-se. Mais uma vez assumiu a bronca. Impressionante. Melhor mais centralizado e próximo do atacante. Ainda melhor de trocasse mais de função com os outros dois armadores.

(Ramires: entrou para compor o lado direito do 4-2-3-1. A tempo de roubar a bola no terceiro gol. Muito bem).

Hulk: 6. Pela luta a nota. Mas abaixo do ótimo nível. Também por ser um canhoto que adora jogar pela direita. Não pela esquerda. Ajudou Srna a não apoiar. Mas produziu tecnicamente pouco.

(Bernard: jogou pouco tempo. E não muito.)

Fred: 5. Mais uma vez caindo ele fez o melhor. Mas foi pouco. Demorou a sair da área no primeiro tempo. Quando se mexeu, não recebeu tantas bolas. Neymar as prendeu demais. Está devendo. O que não significa que não mereça mais chances.

Felipão: 7. Boa escalação e boas mexidas. Mas precisa trabalhar ainda mais a compactação. No primeiro gol o Brasil deu muito espaço ao contragolpe. A mudança de posição dos três armadores deu resultado, embora Hulk tenha sentido mais. Luiz Gustavo pode e deve voltar para sair com a bola. Mas mais gente precisa acompanhar para organizar o time