Para Luxemburgo, Brasil precisa melhorar para o mata-mata

Leia o post original por blogdoboleiro

A seleção brasileira jogou bem, teve uma grande vitória, mas apresentou falhas que podem ser fatais em uma Copa do Mundo: 1) a defesa andou desprotegida, especialmente pelos lados; 2) o time não se apresentou compacto em campo; 3) falta ainda definir espaços ocupados por Oscar e Paulinho para a armação ter mais fluência. Por isso, será importante aproveitar as duas próximas partidas para o selecionado afinar a sintonia e partir para o mata-mata.

Esta avaliação foi feita pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, durante o programa Boa Noite Copa, no canal Fox Sports. “Achei a seleção muito boa para a primeira partida. Mas acho a Croácia um time comum, com dois bons jogadores, uma equipe normal”, disse.

Luxa acha que o técnico Luiz Felipe Scolari vai trabalhar agora “aspectos táticos e técnicos”, nos treinos que o Brasil fará até o final da primeira fase do Mundial. “Tenho certeza que ele já viu onde trabalhar. Treinos de 40 minutos já darão para acertar estas coisas”, afirmou.  

Os reparos feitos pelo ex-treinador da seleção brasileira (1999/2000) são mais uma preocupação para que o Brasil jogue mais quando encarar adversários mais fortes. “Na Copa das Confederações, excetuando o jogo contra o Uruguai, não tivemos tanta dificuldades quanto teremos contra uma Holanda, Espanha ou Argentina. É preciso chegar nesta fase com tudo acertado. A partir das oitavas de final, ou você vai ou você fica”, falou.

Esta melhora vale para os jogadores individualmente. O meia Oscar, elogiado pela atuação contra a Croácia, ainda pode – segundo Luxemburgo – jogar mais. “O Oscar não foi o monstro em campo como falaram. Ele jogou bem, considerando o que vinha fazendo antes. Mas para jogar em nível de seleção, na posição dele, ele vai ter que ser melhor. E acho que ele vai conseguir isso”, disse.