Cartolas da CBF querem que Fifa repreenda quem falar em armação

Leia o post original por Perrone

A CBF teme uma onda de declarações sobre o Brasil ser supostamente favorecido pela arbitragem, desde a marcação do polêmico pênalti em Fred na abertura da Copa do Mundo. Por isso, cartolas da entidade nacional querem que a Fifa repreenda quem insinuar armação em favor do Brasil.

A começar pelo técnico da Croácia, Niko Kovac, que foi o primeiro a insinuar uma mãozinha da arbitragem para o Brasil conquistar o hexa, após o lance duvidoso anotado pelo juiz japonês Yuichi Nishimura.

O desejo de dirigentes da CBF sugere que os cartolas esperam uma postura da Fifa semelhante à do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federação Paulista de Futebol, presidida por Marco Polo Del Nero, presidente eleito da CBF, que costuma julgar quem faz críticas tão ferozes ao Campeonato Paulista como fez o treinador croata.