Porto Alegre terá segurança reforçada por causa de argentinos

Leia o post original por blogdoboleiro

O homem responsável pela segurança em Porto Alegre não está preocupado com uma com uma possível invasão de argentinos para o jogo da quarta-feira, dia 25, quando a Argentina vai enfrentar a Nigéria na última partida da primeira fase da Copa do Mundo. O coronel João Godói, comandante de policiamento da Copa do Mundo, disse ao Blog do Boleiro que vai manter o mesmo esquema utilizado até agora, mas pode fazer "pequenos ajustes".

“O que sabemos com certeza é que foram vendidos 19 mil ingressos para a Argentina, via Fifa. Esta é a única informação confiável que temos”, afirmou. Um efetivo de três mil policiais militares continua em ação, trabalhando junto com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária e os guardas de trânsito.

Na verdade, o Cel. Godói tenta colocar no devido lugar a presença esperada de argentinos na capital gaúcha. Já havia o temor de que “barras bravas” ( uniformizadas organizadas e violentas) vão estar na capital gaúcha. Sete torcedores que têm ficha suja na Argentina já foram impedidos de entrar no Brasil via fronteira em Uruguaiana.

A estimativa inicial era de que cerca de 30 mil argentinos iriam aparecer em Porto Alegre. Depois da vitória da Argentina sobre a Bósnia, mais o sucesso de times latino-americanos como Chile e Costa Rica, esta previsão subiu para algo em torno de 60 mil visitantes vizinhos. “Podemos fazer pequenos ajustes dependendo deste afluxo de torcedores. Mas vamos manter a estrutura para atender os turistas e permitir que visitem a cidade tranquilamente”, reforçou o comandante.

Alguns torcedores já circulam por Porto Alegre. Jorge Cerutio e Arturo Rozenberg chegaram nesta sexta-feira de manhã. Vieram de carro. E garantem que estão atendendo a um pedido de Lionel Messi. “Ele disse que queria ver muitos argentinos, mesmo que não estejam dentro dos estádios. Então viemos. Vamos apoiar nossa seleção e vamos na fan fest”, disse Cerutio.