Astros salvam favoritos

Leia o post original por celsocardoso

AFP

AFP

Assim como o Brasil, a Argentina ainda não fez jus à condição de favorita para vencer a Copa do Mundo.  As duas vitórias na fase inicial não foram convincentes.  Na estreia, a Bósnia foi melhor em boa parte do jogo e hoje o Irã foi castigado no último minuto depois de uma bela atuação especialmente no segundo tempo. Não fosse a arbitragem, que deixou de marcar um pênalti para a seleção iraniana, a jornada poderia ter sido trágica para os argentinos. A vitória só aconteceu por causa do craque Lionel Messi. O camisa dez ainda não brilhou, não teve performance empolgante, mas segue, inegavelmente, decisivo. São dois gols em dois jogos. Dois gols salvadores que já classificaram essa decepcionante Argentina.

Wagner Carmo/Gazeta Press

Wagner Carmo/Gazeta Press

Klose salva

Alemanha, Alemanha… Imaginava-se um novo atropelamento contra Gana, mas quase que os alemães saíram atropelados. Os africanos buscaram o jogo, peitaram o rival com ousadia e fizeram por merecer a vantagem no placar. A salvação saiu do banco, não só pra empatar o jogo mas pra fazer história. Klose com o gol que marcou um minuto depois de entrar no jogo igualou a marca de Ronaldo como maior goleador de todas as Copas: 15 gols. Mas pelo faro de gol que tem deve ultrapassa-lo com tranquilidade. Só depende de Joaquim Low.