Após escândalo, presidente da Câmara diz que recusou ingressos

Leia o post original por Perrone

Protagonista de um escândalo por usar avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para se deslocar até o Rio na final da Copa das Confederações, Henrique Alves (PMDB-RN) não estará nesta segunda em Brasília para assistir ao jogo entre Brasil e Camarões.
Presidente da Câmara, ele está no Rio Grande do Norte, já participando da campanha pré-eleitoral pelo governo do Estado. Ao blog, Alves disse que recusou em nome da Câmara uma oferta de ingressos para todos os jogos do Brasil na Copa do Mundo.
“Não sei se foi a Fifa, o COL (Comitê Organizador Local) ou a CBF, mas ofereceram os ingressos. Só cerca de 15 deputados queriam. Então, disse que a casa não aceitaria. Como a demanda era pequena, cada interessado deveria resolver pessoalmente sua situação”, disse o deputado. No ano passado, ele se comprometeu a pagar para a União o valor correspondente ao voo que pegou.
Apesar de ele afirmar que é pequeno o interesse, o blog apurou que é intensa a procura de deputados por ingressos do último jogo do Brasil na primeira fase do Mundial.
Procurada pelo blog, a Fifa respondeu que não disponibiliza uma carga para deputados. O COL não enviou resposta, assim como a CBF.