Dúvida: Paulinho e Hulk perderão vaga para Fernandinho e Ramires?

Leia o post original por blogdoboleiro

Paulinho e Hulk fora. Ramires e Fernandinho dentro. A partir do final do jogo contra Camarões, o técnico Luiz Felipe Scolari ganhou uma nova pergunta para responder aos repórteres: a formação do Brasil no segundo tempo pode ser a mesma que vai entrar contra o Chile, no próximo sábado em Belo Horizonte?

Argumentos a favor da saída de Paulinho e a entrada de Fernandinho: embora o volante do Tottenham tenha jogado melhor e aparecido mais no ataque, Fernandinho deu mais força na marcação e ainda apreceu para fazer o quarto gol brasileiro. Além disso, acreditam os mais supersticiosos, Felipão fez algo parecido com Juninho Paulista na Copa do Mundo de 2002, colocando Kleberson e montando a formação que foi até a final.

Sem esquecer que Fernandinho entra e faz gols. Foram só duas vezes, mas vale na estatística. "Foi bom né. Me senti bem em campo", afirmou.

Argumentos a favor de Ramires na vaga de Hulk. O atacante do Zenit voltou depois de uma lesão e começou bem o jogo, mas perdeu força física. Com Ramires, a defesa brasileira ganhou uma parede de três marcados e Oscar teve a companhia de dois armadores mais perto: Ramires e Fernandinho. Pesa contra esta mudança o fato de Ramires não ter ido bem contra a Croácia.

Vale lembrar: os dois reservas entraram quando o Brasil vencia por 2 a 1 e a defesa de Camarões ficou mais desprotegida. Fred melhou na segunda etapa e saiu feliz assim. "Melhor do que ter feito o gol, foi voltar a jogar bem", disse à Rede Globo.

O importante é que o time brasileiro venceu, garantiu o primeiro lugar, vai encarar o Chile com Neymar assumindo de vez o papel de protagonista da seleção. Argentina tem Messi, que decidiu dois jogos até agora. O Brasil teve Neymar que fez dois gols, entrou na briga pela artilharia da Copa do Mundo, deu chapéu, toque de calcanhar, passe de costa. “Eu assumo a responsabilidade”, disse.

Assume mesmo.

Felipão também tem este costume de chamar o jogo para ele e agora vamos acompanhar de perto o embate do treinador com os jornalistas que querem mudanças. Ele não vai abrir nada nos próximos dois dias. Mas até Ronaldo, o Fenômeno, garante: “Ele vai fazer mudanças”.