A Copa está boa? Vai melhorar ainda mais!

Leia o post original por celsocardoso

Wander Roberto/Gazeta Press

Wander Roberto/Gazeta Press

Chegou ao fim a primeira fase da Copa do Mundo. Torneio que até aqui merece os mais altos elogios. Dentro de campo, pelo menos, faz jus ao famoso “Copa das Copas” cantado em prosa e verso pela Presidente da República às vésperas do evento. Nível técnico alto, alta média de gols fruto de esquemas ofensivos, torcida festiva lotando os estádios…

O melhor de tudo é saber que o torneio tende a ganhar ainda mais emoção a partir do próximo final de semana. Começa a fase eliminatória que põe frente a frente Brasil e Chile, Uruguai e Colômbia, Alemanha e Argélia, França e Nigéria… Seleções que brigam por um lugar na decisão de um lado da chave. Do outro, Holanda e México, Costa Rica e Grécia, Argentina e Suíça, Bélgica e Estados Unidos…

A lógica nos faz vislumbrar lá na frente um Brasil e Alemanha numa semifinal, enquanto Argentina e Holanda se matariam na outra. Mas cadê a lógica do futebol? Ela jamais colocaria os costarriquenhos entre oito melhores, tampouco a Argélia. Portanto, há grande espaço para surpresas.

De lógico, a partir de agora, é que não há margem pra erros. Qualquer vacilo pode ser fatal.  Que venham os 90 minutos, talvez 120 ou – quem sabe? – as penalidades. Rir ou chorar faz parte do jogo, mas que nada tire o brilho deste belo mundial.