Herói acidental

Leia o post original por Antero Greco

Futebol é, hoje, a atividade que mais cria heróis e vilões. Às vezes, o mesmo personagem vai de um extremo ao outro, a depender do que faz dentro ou fora de campo. Um gol salvador pode levá-lo à condição de ídolo nacional, assim como um gol contra ou desperdiçado o transforma em um traidor da pátria. A gangorra é total.

Para os uruguaios, o nome de consenso, no momento, é Luis Suárez. Não por causa dos gols que marcou contra a Inglaterra e facilitaram o caminho da equipe para as oitavas de final da Copa. O centroavante ganhou simpatia generalizada por ter levado nove jogos e quatro meses de suspensão pela mordida que lascou no italiano Chiellini.

A pena foi considerada excessiva e o moço virou mártir do Mundial, símbolo de perseguição contra a Celeste, outro indício de que tudo foi “comprado” pelo Brasil. As manifestações em favor de Suárez surgiram assim que terminou o jogo com a Itália, se estenderam pela quarta-feira, se intensificaram na quinta (dia da divulgação da sentença da Fifa) e prosseguiram na madrugada desta sexta, na chega dele a Montevidéu.

Centenas de torcedores foram ao aeroporto para saudar o mito, o homem que se sacrificou pelo Uruguai, o incompreendido. Cartazes diziam coisas do tipo “Luisito, estamos com você”, sem contar os gritos contra a turma de Joseph Blatter. Até Chiellini considerou excessiva a reprimenda ao incontrolável mordedor de adversários.

Pena que Suárez não seja brasileiro. Pena maior que Nelson Rodrigues não o tenha conhecido. Pois se trata de um tipo rodrigueano da mais fina espécie. Tem ingredientes de sobra para comprovar o caráter dramático e contraditório. Foi adolescente complicado e se aquietou ao casar com a namorada de infância. Na Copa de 2010, evitou desclassificação do Uruguai ao cometer pênalti (e levar vermelho) no último segundo do jogo com Gana, pelas quartas de final.

Depois, na Europa, levou ganchos sucessivos por dois episódios de dentadas nos rivais. Recentemente, superou o trauma de operação no joelho, quase perde o Mundial. Ao entrar em campo, foi o condutor da vitória sobre os britânicos. Agora, o novo incidente…

Suárez, mesmo sem querer, virou um dos destaques do Mundial brasileiro, ao qual agora assistirá apenas de casa. Se tiver ânimo para tanto.