Multidão assiste eliminação do Uruguai na porta da casa de Suárez

Leia o post original por blogdoboleiro

Cerca de três mil pessoas acompanharam a derrota do Uruguai para a Colômbia através de um telão na porta da casa do atacante Luis Suárez. Um telão foi colocado do outro lado da calçada, em frente a uma praia de Montevidéu. Policiais fecharam um perímetro de dois quilômetros. E o atleta punido pela Fifa foi cultuado enquanto a Celeste perdia e era eliminada do Mundial.

Antes do jogo começar, os torcedores – algumas famílias inteiras – gritaram o nome do ídolo (“Lucho, Lucho, Lucho”) até que ele aparecesse na sacada do segundo andar, com uma filha no colo.Luis estava vestido com a camiseta celeste, o que arrancou mais aplausos e pulos como se tivesse acontecido um gol. Na tela, um vídeo com gols e jogadas de Suárez esquentaram o pessoal que encarou um frio de cinco graus na capital do uruguaia.

O jogo começou e o desempenho da Colômbia mostrou logo que o destino do time de Óscar Tabárez não seria dos mais alegres. No intervalo, já perdendo por 1 a 0, os fãs de Lucho realizaram um verdadeiro picnic comendo tortas e salgados e bebendo cerveja e café.

No segundo tempo, já derrotados por 2 a 0, os uruguaios de plantão passaram a cantar música de apoio à seleção. “Eu sou celeste”, “Celeste até o fim” e “Ole, ole, ole, ola, Suaareeez, Suaareeez” foram alguns dos cantos entoados até o final do jogo. Definido o destino da Celeste, os torcedores se voltaram para a porta da casa de Luis Suarez.

E ele só voltou a dar as caras e dar um tchau cerca de meia hora depois. Só aí, a turma foi embora. Começou então uma carreata com buzinaço em homenagem ao time do Uruguai e ao ídolo punido.

O Uruguai disse adeus à Copa do Mundo e Luis Suárez deve seguir para a Espanha. Depende ainda da decisão dos advogados do Barcelona e da Federação Uruguaia de Futebol que estudam dois recursos junto à CBF.