Diário da Copa – O futebol voltou para casa

Leia o post original por Mauricio Noriega

Uma das melhores sacadas dentre os slogans publicitários em torno da Copa foi aquela frase de que o futebol estava voltando para casa.

Não sei de quem é, mas é ótima.
E voltou com tudo!
A bola que está sendo jogada na Copa do Brasil é digna do País que tratou melhor a criança na história dos mundiais.
Até porque, vamos combinar, a gorduchinha anda sendo judiada com gosto nos gramados nacionais.
Dizem os pesquisadores que desde 1982 não se via tantos gols. 
Vou mais longe, é a Copa mais bem jogada desde a Espanha.
Uma Copa que promete algo ainda melhor em 2018, porque há uma geração de jovens jogadores que  pode estar ainda melhor na Rússia. Mueller, Rodriguez, Neyma, Shaquiri, os próprios Messi e Cristiano Ronaldo, Di Maria, para citar alguns.
Grandes jogos vemos aos borbotões.
Para escolher um, fico com Bélgica x EUA, um jogaço verdadeiramente épico e disputado num ritmo alucinante e entusiasmante.
Que a bola tenha chegado ao portão e dito: eu voltei, agora pra ficar. Porque aqui, aqui é meu lugar!