No sufoco, mas com evolução

Leia o post original por celsocardoso

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Foi o melhor jogo da seleção brasileira nesta Copa do Mundo. O time de Felipão evoluiu, não o suficiente pra nos livrarmos do sufoco, mas é inegável a melhora. Como conjunto, como atitude e, o melhor de tudo, mostrou menor dependência de Neymar que hoje, infelizmente, não esteve bem na partida. A propósito, é triste saber que o jogador está fora do mundial, vítima de uma dura entrada do colombiano Zuñiga que deu uma joelhada na lombar do atacante brasileiro.

Problema sério para Scolari resolver, uma vez que também não vai poder contar com o  capitão Thiago Silva por receber um cartão amarelo, o segundo dele no torneio, numa jogada boba e desnecessária. Estava bem no jogo e fará falta. Dante, um profundo conhecedor do futebol alemão, vai ter a responasibilidade de substituir Thiago enquanto David Luiz será o herdeiro da tarja de capitão. Merece! Além de ser vice-artilheiro do time – algo improvável antes de a Copa começar – com dois gols marcados, o zagueiro consolida sua liderança com atitude, raça e bom futebol.

Mas que fique bem claro: pra passar pela Alemanha, o Brasil precisa evoluir ainda mais.