Argentina 1 x 0 Bélgica. Los Hermanos chegaram

Leia o post original por Mauro Beting

Higuaín pegou uma bola que sobrou e enfim estreou na Copa. Um a zero.

Baixou um Messi em Higuaín e ele mandou una bomba no travessão depois de caño em Kompany, na segunda etapa.

Baixou um  Mascherano em Messi que fez faltas e ajudou atrás no 4-2-3-1 argentino contra o pouco fluente 4-1-4-1 belga.

Baixou um Maradona em Messi que fez o mais lindo lançamento da Copa para Di María parar em Kompany.

Baixou Di María ao vestiário logo depois, abrindo espaço para Enzo Pérez entrar bem na marcação, no meio.

Baixou Courtois em Courtois ao fechar o arco para Messi não ser Messi no fim do jogo.

Baixou um Bismarck na Copa de 1990 em Hazard que decepcionou em toda a Copa.

Baixou o nível esperado em argentinos e belgas pelo calor das 13h em Brasília que não poupou atletas que, no caso argentino, tiraram um pouco o pé pelo gol no início.

Que ainda baixe o espírito em alguém na Fifa para privilegiar o espetáculo e poupar o desgaste do calor dos atletas APENAS EM NOME DA AUDIÊNCIA DA TV NA EUROPA…

Mas que não se baixe o pau na defesa da Argentina, que segurou a força belga.

Nem em Messi, que não foi tão Messi como se esperava.

Mas ainda é Messi.

Como a Argentina é ainda mais Argentina em 2014.