Kaká: Um retorno “espetakular”!

Leia o post original por daniel perrone


Nação do Maior do Mundo;

Ricardo Izecson dos Santos Leite, o Kaká, enfim está de volta ao clube que o projetou ao mundo.

Com 32 anos, bem mais experiente e com um currículum invejável de conquistas na Europa (entre elas a Liga dos Campeões, Mundial de Clubes 2007 e o título de melhor jogador do mundo naquele mesmo ano), Kaká volta para o clube que segundo ele é muito mais que uma questão contratual: “Minha ligação com o São Paulo é muito mais que dentro de campo. É institucional” disse ele na coletiva de imprensa realizada neste domingo no Salão Nobre do Morumbi.

A festa da recepção, com entre 25 e 30 mil torcedores presentes no Morumbi (segundo o “olhômetro” do presidente), só não foi a maior feita no Brasil porque Luis Fabiano trouxe ao Morumbi mais de 40 mil pessoas em sua volta. Mas foi grandiosa e muito bem executada. O clube aproveitou a excelente estrutura montada para os jogos da Copa e, com as presenças de Roger (Ultraje a Rigor), Luis Fabiano, Rogério Ceni e o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, saudou com a torcida o retorno do novo camisa 8 ao clube. O evento, realizado em menos de 3 dias, evidencia mais uma vez a supremacia total e absoluta do São Paulo em relação aos times do Brasil, sobretudo aos do seu estado. A camisa oito já está a disposição. Veja o link da venda no meu Facebook: http://on.fb.me/1mmTPlt

Um interessante detalhe: Entre os torcedores, milhares de crianças que sequer acompanharam o nascimento do ídolo no Morumbi. Todos uniformizados com as cores do Maior do Mundo. Kaká conquistou o Rio-São Paulo de 2001 e por questões contratuais teve saída precoce do clube. É preciso lembrar que a época era o início da Lei Pelé, quando clube algum sabia ao certo como funcionava, e o SPFC ficou quase a ver navios, sem dinheiro algum. Agora, em seu retorno, Kaká foi disputado por endinheirados clubes mexicanos, Grêmio e Flamengo. O último, com o auxílio do presidente do Orlando City, rubro-negro fanático. Mas a preferência de Kaká foi o clube de formação e coração, como deveria ser preferência de todo o ídolo. A volta faz parte do modo como o jogador conduz sua história de trabalho, como ele mesmo frisou na coletiva.

Sem data de estréia definida (eu arrisco o dia 19 – sábado – contra a Chapecoense no Morumbi), Kaká se condiciona no CT e vem de uma boa passagem pelo Milan. No rossonero, ele jogou trinta e sete partidas sem nenhuma lesão e balançou as redes nove vezes, a maior marca desde 2009, quando fez 16. Está louco para jogar e em breve tinindo na forma física.

Minha opinião? Temos uma equipe muito competitiva para os dois campeonatos que restam neste ano. Boa na defesa e muito boa do meio para frente, mesmo se uma ou até duas peças forem negociadas. Se bem treinada, corresponderá. Por isso, resta a nós torcedores retribuirmos o ótimo time montado com presença em massa no Cícero Pompeu de Toledo e em todos os lugares que o Tricolor passar neste ano. E se não gostar da volta do camisa oito, pelo menos pense que será a última temporada do Rogério no futebol. É fundamental a presença, o apoio e o carinho do torcedor.

Saudações Tricolores!

Detalhes da camisa oficial do Kaká aqui: http://on.fb.me/1mmTPlt

PS: O espaço é livre para você emitir sua opinião, porém respeite o blog e seus leitores.
Mensagens consideradas 
impróprias ou ofensivas serão deletadas antes mesmo de irem ao ar.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/danielperrone
Curta a Fan Page: http://facebook.com/danielperronespfc
Instagram: http://instagram.com/danielperrone

Opine, palpite, participe do Blog do Maior do Mundo!