Brasil e Alemanha confirmadas; eis a prévia do jogo

Leia o post original por Vitor Birner

De Vitor Birner

Felipão optou por Bernard na vaga de Neymar.

O ex-atleticano vai jogar pelos lados da linha de três, tal qual o Hulk, e permitir que Oscar atue centralizado tal qual prefere.

Com Luiz Gustavo e Fernandinho de volantes, o Brasil terá sua dupla de marcação mais forte.

Necessita de muito cuidado naquele setor.

O meio de campo do 4-2-3-1 alemão é o mais técnico do Mundial, mas tem dificuldade de atuar na vertical (em direção ao gol).

Schweinsteiger e Khedira, os volantes, Muller, Kroos e Ozil, os meias, os cinco jogadores do setor, trocam passes com qualidade.

Ou o Brasil marcar a saída de jogo e evita que a bola chegue até eles, ou deve deixá-la, sem o menor remorso, se fechar atrás e contra-atacar.

Howedes, lateral-esquerdo germânico, não é confiável na parte defensiva quando precisa marcar atletas rápidos.

Prefiro ver Hulk do lado dele, mas Bernard também tem característica para deitar e rolar ali.

Lahm, na outra lateral, exigirá mais atenção de quem jogar daquele lado..

Acho que Hulk está muito perto de balançar a rede. Tem começado bem os lances e errado nas finalizações.

A Alemanha também corre risco porque sua primeira linha defensiva atua adiantada.

Observei o desenho tático do time de Joachim Läw e em alguns momentos, quando estava sem a bola, se posicionou próxima do círculo central, a 20 metros dos meia e do atacante que iniciavam a marcação.

Havia um grande espaço entre os defensores e o goleiro.

Por isso Neuer, frente à Argélia, atuou como líbero e precisou intervir com os pés diversas vezes.

O Brasil tem que se armar para minimizar as virtudes alemãs e aproveitar os setores mais frágeis do adversário da semifinal na Copa do Mundo.

Pode até arriscar um chutes do meio de campo para deixar Neuer inseguro na hora de sair para intervir com os pés.

Lembrando

Gana e Argélia deram bastante trabalho aos europeus, e a França, quando teve a bola e deu o contra-ataque.

A Alemanha vem jogando melhor que o Brasil, mas está longe de ser imbatível.

Veja o posicionamento das seleções que mais dificultaram a vida da Alemanha

Atualização às 15h59

Brasil precisa evitar as faltas perto da área e escanteios, pois a jogada aérea alemã é muito forte.

Gana


Argélia

França, a que tentou sair para o jogo

Agradeço ao Felipe Bigliazzi Dominguez pelos campinhos