Maior vexame da história tem a marca de Felipão

Leia o post original por Pedro Ernesto

O Mineirão viveu ontem momentos históricos. Klose marcou o 16º gol e se tornou o maior goleador de todas as copas. A Seleção Brasileira levou a maior goleada da história. Luiz Felipe Scolari foi o maior protagonista deste vexame histórico. Escalou um time abertinho, entendeu que um anão poderia ser solução para o lugar de Neymar, e o fiasco foi absoluto.

Disse um ano atrás, quando Felipão levou o Palmeiras para a Segunda Divisão, que ele era um técnico ultrapassado. Seus grandes momentos ficaram na bela história que ele construiu. Enganou na Copa das Federações e foi ridículo na Copa do Mundo, levando uma goleada histórica.

Desempenho

Não foi surpresa o mau desempenho de ontem. Só a goleada surpreendeu. Mas, ao longo dos jogos na Copa, o desempenho sempre foi ruim. Exceção feita ao primeiro tempo contra a Colômbia, os demais momentos foram muito ruins. O Brasil mereceu perder, só não precisava fazer um vexame deste tamanho. Nunca vi nada parecido. Um time sem uma jogada sequer, com apoio direto permanente.

Reconhecimento

Felipão não reconheceu seus erros na entrevista coletiva. Acha que escalando o Brasil abertinho fez bem. Não se arrepende de nada. Só reforça a ideia de que o grande treinador ficou no passado. Vai para a história com a marca do maior vexame da história do futebol brasileiro.

Demais

Segundo a Fipe – Fundação e Instituto de Pesquisa Econômica -, a Copa do Mundo vai render cerca de R$ 30 bilhões. Neste período, foram criados mais de um milhão de empregos, dos quais 700 mil permanentes. Levando em conta que o governo aplicou R$ 8 bilhões em estádios, o arrecadado em impostos paga a conta. Mas a maior de todas as vantagens está na visibilidade que esta competição empresta ao pais.

Decisão

Não há favorito neste grande jogo entre Holanda e Argentina. Os holandeses têm Robben, um dos nomes da Copa. Está jogando muito e pode desequilibrar. A Argentina tem o fantástico Lionel Messi. Não precisa explicar sua grandeza. As campanhas são, igualmente, semelhantes. O que dá para afirmar é que teremos mais um grande jogo desta Copa do Mundo que se encaminha para sua grande decisão.

De menos

Quase sempre o moralista é o cara que tem o rabo preso e salta na frente acusando ou exigindo postura dos demais. Isso serve para a Fifa. Chegou roncando direitos, alguns normais e outros inconcebíveis, e o que se vê é que tem um rabo enorme. Já tinha a denúncia de propina para levar a Copa de 2022 para o Catar. Se fala em US$ 11 milhões (R$ 24 milhões). Agora vê o escândalo dos ingressos. Para surpresa de todos, o esquema se dá no coração da entidade. Esta é a famosa moral de cuecas.

Clic do dia

AFP

AFP

Os brasileiros semprem investem na fé e, na busca da Copa do Mundo, não foi diferente. No entanto, com o futebol apresentado ontem, não houve santa que fizesse milagre.