Título da Alemanha é vitória do futebol

Leia o post original por Pedro Ernesto

O título da Alemanha representa uma vitória do futebol. Um triunfo da organização, da valorização da equipe, da modernidade da preparação de um time de futebol. Nem chegou a ser uma seleção fora de série, mas teve todos os méritos para ser campeã do mundo. Um planejamento longo, científico, pensado. Não tinha Messi ou Neymar ou Robben, mas teve o conjunto, a tranquilidade de jogadores treinados e preparados para as grandes batalhas.

No jogo de ontem, depois de começar com problemas, tomou conta da partida. Atacou o tempo todo, exigiu da Argentina uma retranca, até que ela não foi suficiente, e Goetze marcou o gol da vitória. Teve individualidades expressivas, teve um treinador correto. Na sua concentração no interior da Bahia, os jogadores foram muito simpáticos. Cantaram o hino do Bahia, se relacionaram com os moradores e ganharam ainda o troféu simpatia.

Messi

A Fifa entregou para esse jogador a Bola de Ouro. Significa que ele foi escolhido pela entidade como o melhor jogador da Copa. Não concordo. Nos jogos em que a Argentina mais precisou dele – contra Holanda e Alemanha -, seu rendimento foi decepcionante. Ontem teve a bola do jogo, livre na frente do goleiro Neuer e chutou para a fora. Robben jogou mais do que ele. Muller ou Schweinsteiger, ou ainda Kross, também poderiam ser escolhidos. Mas a Argentina merecia mais alguma coisa que não fosse somente o vice campeonato. Acho que foi por aí.

Fiasco

Pensei que o maior fiasco da Seleção do Felipão tivesse acontecido naquela terça-feira de Belo Horizonte, quando levou os impensáveis 7 a 1. Mas tinha mais. No sábado, contra a Holanda, levou mais três gols. Aumentou o fiasco. Em menos de uma semana, a Seleção Brasileira levou 10 a 1.

Essa defesa é a mais vazada da história do Brasil em mundiais. A goleada sofrida para a Alemanha é a maior da história. E aí ouço Luiz Felipe Scolari e ele lança a possibilidade de continuar na Seleção. Ao mesmo tempo, os diretores da CBF falam na sua continuidade. Pergunto: o que será preciso um treinador fazer para ser despedido da Seleção Brasileira?

Renovação

Só o que ouço dizer é que o futebol brasileiro precisa se reinventar. Difícil, muito dificil. Nossos dirigentes são os mesmo que comandam o futebol faz bastante tempo. Trocam as moscas, mas a mercadoria chave continua a mesma. Se os caras pensam em conservar Felipão caracterizam um desempenho inicial monstruoso. Esta comissão técnica precisa sair. O desempenho deles neste Mundial foi ridículo. Gosto da idéia de um treinador estrangeiro. Mas, se tiver que ser brasileiro, o único que enxergo com rastros de modernidade é Tite. Fora dele, o mundo dos treinadores brasileiros é um imenso vazio.

É demais

Esta Copa foi espetacular. Os brasileiros deram um show. Em todos as sedes acolhemos com grandeza nossos visitantes, tanto que muitos deles afirmaram que a Copa teria de ser sempre no Brasil. Um exagero, mas a confirmação de que o Brasil e seu povo sabem conduzir um espetáculo à altura. Um evidente exemplo de que podemos receber grandes eventos. Foi a chance de o Brasil se mostrar para o planeta. Suas belezas naturais, seu povo, sua gastronomia, tudo isso vai contribuir, muito em breve, com o turismo que é uma indústria importante para qualquer país.

De menos

Confesso que não tenho assunto negativo para escrever. Estou feliz com a realização da Copa do Mundo aqui no Brasil. Mesmo com o fracasso da nossa Seleção, sobrou muita coisa para ser evidenciada. Digo ainda que nós, da Rádio Gaúcha, fizemos um trabalho completo, levando aos nossos ouvintes tudo o que se apresentava como notícia nessa competição. Estivemos nas 12 sedes, em todos os jogos o microfone da Gaúcha esteve presente. E eu ganhei este espaço fantástico aqui no DG o que, igualmente, me deixou muito feliz.

Clic do dia

AFP

AFP

Mesmo que a Alemanha tenha sidosupeior, não só no jogo de ontem, como em toda Copa, a Argentina teve chances de definir a partida. Uma delas, com o atacante Palacio, que ficou livre à frente do goleiro Neurer.