Inter recomeça o Brasileirão com mudanças no meio

Leia o post original por Pedro Ernesto

 Fernando Gomes / Agência RBS

Fernando Gomes / Agência RBS

Abel Braga montou seu time no primeiro semestre com os quatro tenores no meio-campo e só um volante. Com a repetição dos jogos, ele se deparou com a dificuldade de ter todos os jogadores em campo. Para o jogo de quinta, não terá Aránguiz, que voltou lesionado da Copa, e Alex, que convalesce de lesão muscular. Neste caso, precisa mudar muito. Pode ser João Afonso ou Cláudio Winck, uma proposta bem mais defensiva para encarar o Timão no Itaquerão.

Felipão
Fez muito bem o treinador brasileiro em deixar a Seleção. Quem toma 10 a 1 no curto espaço de quatro dias tem que pegar o boné e se mandar. Felipão, com seu passado glorioso e de grandes títulos, estava sendo ridicularizado pela imprensa do país com seus discursos tentando defender o indefensável. Ele é um homem riquíssimo. Vai perder muito dinheiro que não fará nenhuma falta. Agora estou curioso para saber quando o treinador voltará ao futebol.

O retorno
A Copa do Mundo já é passado. Estamos de volta à realidade com o Brasileirão e a Copa do Brasil neste segundo semestre. Os clubes tiveram 40 dias para fazer a chamada intertemporada. Olhando de longe, penso que o Grêmio aproveitou melhor. Sua direção fez quatro contratações e seu diretor de futebol entende que o time está em condições de disputar o título.

O Inter foi mais modesto nas contratações – talvez por não precisar por já estar com o grupo pronto, mas seus amistosos foram terríveis. Perdeu para o Metropolitano e para o Novo Hamburgo. Claro que sei qual a atitude dos jogadores em amistosos e a diferença quando estão nas partidas oficias. Mesmo assim, o torcedor fica preocupado. É um recomeço. Espero que a Dupla Gre-Nal tenha bom desempenho.