Só vontade não basta

Leia o post original por celsocardoso

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Não foi daqueles jogos de encher os olhos, mas foi bem movimentado com as equipes tentando compensar a falta de qualidade técnica com vontade e disposição. O Cruzeiro, mais bem montado que o Palmeiras, tomou a iniciativa e definiu o jogo nos dez primeiros minutos com os gols de Ricardo Goulart e Manoel. Poderia até ter feito o terceiro com Éverton Ribeiro, mas parou nas mãos do goleiro Fábio. A diferença entre as duas equipes era tão grande que uma goleada parecia certa. A questão é que o ímpeto inicial cedeu espaço para a acomodação. O Cruzeiro se fechou na expectativa de armar o bote certeiro enquanto o time dirigido por Ricardo Gareca na base do abafa buscava uma jornada mais digna. Acertou a trave, perdeu uma oportunidade incrível com Henrique… Até que no segundo tempo chegou ao gol com o argentino Tobio. O Pacaembu viveu a expectativa do empate, mas faltou qualidade pra alcançar êxito na empreitada. Gareca vai ter trabalho pra acertar esse time. Vai precisar de tempo, reforços e respaldo da diretoria do clube. Quanto ao Cruzeiro, se por um lado está longe de ser brilhante, não ocupa a liderança por acaso. É competitivo e forte candidato ao título.