Cruzeiro valorizado

Leia o post original por Mauro Beting

Marquinhos pintou como uma das melhores revelações de 2008. Foi para o Palmeiras e pouco fez, traído pelo corpo franzino, e pelo pandemônio palestrino. Correu pelo Flamengo e pouco produziu. Voltou para o berço no Vitória e parecia esquecido. Até o Cruzeiro lembrar dele.

Como buscou Everton Ribeiro. Ricardo Goulart. Egídio.

Como recuperou Dagoberto. Borges. Júlio Baptista. Henrique.

Uns mais, outros menos, é por aí.

Gastou bastante em Dedé. Nem tanto assim em Júlio Baptista.

O custo benefício se vê a cada rodada. Nem sempre se enxerga o mesmo bom jogo campeão de 2013. Mas ainda não se vê ninguém nem perto da qualidade do jogo celeste. Dos pontos já ganhos. De um campeonato ainda a ser conquistado.

Por um clube que montou elenco competitivo que qualquer outro time grande poderia ter.

Se soubesse compor. Comprar. E também vender.