Ney Franco parece perdido no Flamengo

Leia o post original por Vitor Birner

De Vitor Birner

Ney Franco escalou o Flamengo com 3 zagueiros no confronto diante do Furacão, o primeiro após a preparação durante a Copa do Mundo e que terminou com a derrota por 2×1.

Diante do Internacional o treinador posicionou a linha de quatro atrás.

Gosto de treinadores que variam a forma de o time atuar, mas isso é possível apenas quando a equipe está entrosada e tem uma forma competente e competitiva de jogar.

Não dá para decorar o apartamento sem ter o prédio construído.

Ney Franco passa a impressão de que ainda tenta encontrar o jeito de seus comandados atuarem e a escalação ideal.

Continua patinando sem conseguir sair do lugar.

Apesar de chegar ao clube faz menos de três meses e de só ter comandado o time em 7 jogos no Brasileirão, precisava ter caminhado um pouco.

O futebol por si só é cruel e a formatação do nosso torneio agrava ainda mais a situação.

O elenco limitado, que não figura entre os melhores do país, exige bom trabalho coletivo, pois sem isso a tendência é passar a maior parte da competição brigando para não ser rebaixado.

O clássico diante do Botafogo tem cara de última chance para o treinador não ser mandado embora.

Uma vitória pode ajudar o time começar a evoluir sob a direção dele.

Espero que os cartolas, se decidirem dar o cartão vermelho ao técnico, não conduzam a situação como fizeram com Jayme de Almeida, demitido sem razão clara e informado pela imprensa de sua saída da Gávea.