Pra que a pressa?

Leia o post original por Mauro Beting

André Kfouri, no LANCE! desta segunda-feira, escreve (mais uma vez) muito bem o problema da CBF. Mesmo se anunciasse Guardiola ou Tite ou Pelé com 25 anos em campo, ainda é muito cedo para já definir o novo treinador.

Um “processo de Seleção” (título da coluna de André) seria muito mais interessante e correto agora. Em menos de duas semanas do 1×7 anunciamos o novo treinador. Ele não é 171. Mas o açodamento para lançar um novo nome é decisão celerada.

A pressa é inimiga da Seleção. Qualquer uma. Conversar com possíveis nomes disponíveis no mercado, analisando uma série de fatores e se baseando em critérios objetivos para essa escolha seria o melhor caminho.

Mais longo. Mas com menos riscos de eventual troca de piloto.