STJD mantém punição à Portuguesa, mas diminui multa pela metade

Leia o post original por Luiz Nascimento

O pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva manteve a punição imposta à Portuguesa com a perda de três pontos, como represália pelo fato de a equipe ter se retirado de campo em Joinville, pela primeira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O recurso rubro-verde foi julgado pela última instância do tribunal desportivo nesta quinta-feira (24), no Rio de Janeiro. O parecer é definitivo e não cabe mais recurso.

Ilidio-Lico-Foto-Ari-FerreiraLANCEPress_LANIMA20140120_0081_25

Os auditores do STJD, porém, reduziram a multa de R$ 50 mil para R$ 25 mil imposta ao clube. O presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, e o filho dele, Marcos Lico, tiveram as multas mantidas. O primeiro recebeu punição de R$ 100 mil e o segundo de R$ 80 mil. O mandatário rubro-verde, porém, teve a penalidade administrativa reduzida. O afastamento de Lico das atividades do clube ligadas ao futebol caiu de 240 para 180 dias.

O técnico Argel Fucks, que havia sido punido com quatro jogos de suspensão, não foi informado do julgamento pela Portuguesa e teve o caso retirado da sessão desta quinta-feira. Uma nova audiência será marcada para analisar a situação do atual treinador do Figueirense.