Flamengo 1 x 0 Botafogo – Eles não vão pagar nada

Leia o post original por Mauro Beting

O Botafogo foi campeão brasileiro em 1995 devendo cinco meses de salário.

O Flamengo foi campeão brasileiro em 2009 não devendo tanto ao time, mas muito ao clube, à organização e às normas de boa administração – para não dizer que seguiu sem pagar a dívida (quase) impagável.

No clássico, no Rio, as equipes deveram bola como se deveu um bom jogo no primeiro tempo em Itaquera.

Ao menos, antes de a bola rolar como a dívida, o elenco do Fogão botou mais lenha ao levar uma faixa mostrando a ficha corrida e a folha de não pagamentos e as falhas na administração alvinegra.

Por respeito ao  futebol, ao clube, ao torcedor, a às próprias carreiras, foram para o jogo, embora pouco tenham jogado. Do outro lado, situação mais ou menos parecida, também não teve muita coisa boa na estreia de Luxemburgo. Nem era de se esperar muito além do gol de cabeça de Alecsandro.

Se os atletas mal recebem, imaginem outros funcionários do clube.

Se Botafogo e Flamengo mal recebem, imaginem o que eles podem oferecer.

Não teve um grande clássico. E será que podemos cobrar mais de quem não recebe?

Alguém vai dizer, com mais emoção que razão, que jogador recebe muito dinheiro – e é fato, na minoria, mas é fato.

Mas ninguém, fora o empresário do atleta, pediu para ele vestir essa camisa.

O clube o comprou. Acertou contrato – ainda que errando as bases, o trabalho de base, a fase, e outras tantas questões.

Está combinado. Assinado. Protocolado. Em pelo menos duas vias.

Só não sei mais por qual caminho as coisas vão se arrumar.

Não se via um futebol tão perdido há tempos.