Ainda com Felipão na frente da TV, Grêmio terá time diferente

Leia o post original por Pedro Ernesto

Félix Zucco/Agência RBS

Félix Zucco/Agência RBS

Felipão vai assistir ao Grêmio pela TV. Além de não ter assumido o time, o que fará na segunda-feira, sequer veio para Salvador. Ele verá um Grêmio modificado. Breno volta a ser o lateral-esquerdo, o que não representa uma improvisação. Edinho retorna ao time no lugar de Ramiro. Felipão disse a André Jardine que ele precisa ser cauteloso contra o Vitória. Por isso Edinho, um marcador implacável.

No ataque, o retorno de Dudu, a volta da velocidade, da aproximação a Barcos. Um time diferente daquele que era escalado por Enderson Moreira. Mas ainda sem Felipão, o treinador que trouxe de volta uma grande esperança de títulos importantes, que o torcedor não festeja faz longínquos 13 anos.

Recuperação

Dá para dizer que foi um fracasso absoluto o Inter contra o Ceará. Não só pela derrota. Ela é inerente ao futebol. Mas se sabe: existem derrotas e derrotas. A do Inter, no meio da semana, foi horrível. O time foi amplamente dominado pelo Ceará. E dá para dizer que saiu barato. Abel Braga precisa fazer a equipe jogar mais. O Santos é um bom time e vai exigir muito. Mas o torcedor espera por um desempenho melhor. O Inter foi irreconhecível nos dois últimos jogos.

Ricardo Goulart

Ele é o goleador do Brasileirão até aqui e o jogador mais destacado desta competição. Mas não imagine que foi fácil chegar neste glorioso momento. Ricardo é paulista, de São José dos Campos. Ainda menino, foi buscar a sorte no São Paulo e no Palmeiras. Não passou nos testes que realizou. Foi jogar no Santo André quando foi descoberto pelo Inter.

Só foi reconhecido por Falcão, mas como esse foi demitido, as oportunidades desapareceram. Emprestado para o Goiás, teve grande destaque na Série B. Seu treinador era Enderson Moreira. No final do ano, foi contratado pelo Cruzeiro, tornou-se titular e é, ao lado de Everton Ribeiro, um dos grandes destaques do time líder e campeão brasileiro.

Demais

Apesar do grande fiasco na Copa, Dunga afirma que não vai fazer terra arrasada na Seleção Brasileira. Concordo com o treinador. O que ocorreu foi a falta de organização do time. Jogadores que atuam nos principais times europeus, que gastam milhões para contratar, jogam muito quando se organiza uma equipe. Dunga tem que buscar novos atletas, mas sem abrir mão dos nossos principais jogadores.

De menos

O procurador do STJD, Paulo Schimidt, denunciou Palmeiras e Corinthians pela quebradeira de cadeiras no Itaquerão. O Palmeiras não foi punido somente com o pagamento do prejuízo causado por seus estúpidos torcedores. Ainda pode ser punido pelo tribunal. Isto deve servir de alerta aos torcedores do Grêmio, porque domingo que vem tem Gre-Nal no Beira Rio. Atrocidades podem causar grandes prejuízos ao clube.