Fluminense pede passagem

Leia o post original por Mauro Beting

A bola que Sóbis recuperou no lance do segundo gol contra o Goiás não foi só inominável bobagem do zagueiro que quis sair driblando dentro da área. Foi bote do incansável homem de frente. E chegada precisa dos três homens de armação do muito bem armado time de Cristovão.

O Cruzeiro sobra no BR-14. Mas o Fluminense, mais que Corinthians e Internacional, tem jogado um futebol consistente, consciente e inteligente. De bom nível técnico, boa troca de bola, e qualidade indiscutível em momento muito discutível do futebol brasileiro.

A marcação começa lá na frente, como bem demonstrou Sóbis. Mas é mais que isso. É chegada de classe de Cícero no meio para dar um pé na marcação e começar o jogo tricolor. É time que pode sonhar com um Brasileirão ainda melhor.