Ministério do Esporte tenta acordo com Bom Senso FC por projeto de lei

Leia o post original por Perrone

No dia em que o projeto de lei de responsabilidade fiscal pode ser votado, o Ministério do Esporte fará mais uma tentativa de acordo com o Bom Senso FC. Representantes da pasta esperam se reunir com integrantes do movimento dos jogadores nesta terça, às 11h, em Brasília. O ministério tem interesse na aprovação do projeto, que refinancia dívidas fiscais dos clubes, pois trabalha nele há cerca de um ano e meio. Assim, tenta diminuir a rejeição dos atletas.

O discurso ministerial é de que existe a intençãode  incorporar ao projeto reivindicações do Bom Senso FC que ficaram de fora.

No entender de integrantes do ministério, quanto menos atritos existirem, mais rápida será a aprovação do projeto. Se a votação não for feita nesta semana, só deve acontecer após as eleições.

Mas o acordo é difícil. Ministério e jogadores divergem fortemente em alguns pontos. Uma das principais diferenças é em relação ao fato de o grupo de atletas defender a criação de um órgão externo para controlar o cumprimento da lei e facilitar a punição aos clubes que atrasarem salários.

Porém, a pasta comandada por Aldo Rebelo entende que criar um novo órgão significaria gastos. Sugere que a própria CBF faça o controle, assim como querem os dirigentes. E é dessa forma que está no projeto hoje.

Paulo André, líder do Bom Senso FC, já declarou publicamente ser contra a aprovação dele no formato atual. Uma das formas de não acontecer a aprovação nesta semana é não haver quórum para votação, possibilidade que apavora os cartolas.

Além de serem esperados pelo ministério, os jogadores são aguardados por senadores e deputados críticos da CBF, como notíciou o blog no último sábado. Esses parlamentares querem aproveitar a presença dos atletas para criar uma bancada capaz de combater o grupo alinhado com a CBF. Nas redes sociais, o Bom Senso FC informou apenas sobre essa reunião. Não cita encontro com o Ministério do Esporte.

Outra reunião, às 14h, entre as lideranças da Câmara, indicará o rumo mais provável do projeto. Até ontem à noite, nenhum dos lados da disputa sabia dizer qual a orientação de Dilma Rousseff para a liderança do governo. A ordem presidencial deve definir o jogo.

Abaixo, leia nota do movimento formado por atletas sobre sua atividade nesta terça.

“Representantes do Bom Senso FC estarão nesta terça-feira em Brasília. A partir das 10h da manhã o grupo – Alex (Coritiba), Dida (Internacional), Roberto (Ponte Preta), Marcus Vinícius (sem clube), Washington (ex-atleta), Fabinho (ex-atleta), Juan (Internacional), Gilberto Silva (sem clube), Barcos (Grêmio), Ricardo Berna (sem clube) e Lucas Madalosso (sem clube) – irá se reunir com os deputados Otávio Leite e Romário, junto do senador Randolfe Rodrigues. O objetivo é garantir que as emendas propostas pelo movimento sejam incluídas na LRFE (Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte), que no seu projeto atual apresenta soluções frágeis e sem eficácia dentro do cenário do futebol brasileiro”.

Bom Senso Futebol Clube