CHEGAR MAIS ALTO. ESSA É A MISSÃO.

Leia o post original por K.O.N.G

Fala, cambada!

O Galo pode dar um salto gigante na tabela hoje, caso consiga a vitória em Chapecó. De 11º para 5º, de uma vezada só. É por isso que essa partida está sendo tratada como fundamental, já que se colarmos no G4 entramos de vez na briga pelo topo. Foda-se se não estamos sendo considerados favoritos pela imprensa, até porque não estamos merecendo mesmo. Só que correr por fora tem suas vantagens e uma delas é poder jogar sem a pressão da liderança, sem ser o time a ser batido. No fim das contas, o que importa mesmo é estar na ponta no final da 38ª rodada.

Não será jogo fácil. A Chapecoense é aquele tipo de time encardido, difícil de ser batido. Não é atoa que venceu dois dos seus últimos três jogos. Em casa os caras tem um bom aproveitamento e a torcida promete encher o estádio, ainda mais que rolou promoção de ingressos para o jogo contra o Galo. Ambiente inóspito, mas quem quer chegar longe em alguma competição tem que passar por cima disso.

Já não bastasse a pedreira adversária, o Galo ainda enfrenta seus demônios. O problema agora é Jô, que resolveu peidar na farofa justo no momento em que mais precisávamos dele. Não, Jô. Não é assim que se diz obrigado ao time que abriu as portas quando você estava na sarjeta, depois de sair escurraçado do Internacional. Por sua culpa teremos que usar André no ataque, ou se Levir quiser mudar o esquema de jogo, meter Luan logo de cara. O certo é que não poderemos repetir o mesmo time que venceu o xará paranaense no último domingo, frustrando os planos do burro com sorte. Pelo que conheço do Levir, se Jô continuar no Galo depois dessa, vai ter que ralar muita bunda para reconquistar a confiança e a vaga de titular no time. Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

Por agora, só nos interessa o jogo de hoje. Que venha a vitória.

#GaloSempre

***

Tá aí as notas dos jogadores que atuaram na última partida. Parece refletir bem o que vimos em campo, sem nenhum exagero. Marcos Rocha vem melhorando a cada jogo, apenas confirmando a condição de melhor lateral direito em atuação no país e uma das principais armas do Galo. Valeu pela participação, galera!