Enquanto Nilmar tenta liberação, Corinthians é pressionado a desistir dele

Leia o post original por Perrone

Em crise financeira, como a maioria dos clubes do país, a cúpula do Corinthians decidiu que só vai trazer mais um atacante, como quer Mano Menezes, se não precisar pagar pela transferência. Enquanto isso, dois representantes de Nilmar tentam a liberação do jogador junto ao El Jaish, do Catar.  Isso tornaria possível a contratação por parte do alvinegro.

Porém, além de enfrentar a concorrência de outros clubes, como o Internacional, o time paulista tem um problema interno. Parte da diretoria é contra a contratação de Nilmar por entender que o clube não tem dinheiro para bancar salários e direitos de imagem do atacante. Dois membros da atual diretoria, que não atuam diretamente no futebol, mas são influentes, afirmaram ao blog serem contrários ao negócio. Ambos pediram anonimato.

O Corinthians tem enfrentado dificuldades para pagar direitos de imagem de seus atletas. Além disso, o clube é um dos que mais brigam pelo projeto de lei de responsabilidade fiscal do esporte, que permitirá o refinanciamento das dívidas fiscais dos clubes. Assumir honrar os salários de um jogador do nível de Nilmar iria contra o discurso de austeridade que Mário Gobbi, juntamente com outros presidentes de clubes da Série A, pregam para conseguir a aprovação do projeto.

Mas Gobbi e Ronaldo Ximenes, diretor de futebol, não medem esforços para atenderem aos pedidos de Mano. Por isso, ficaram de formalizar uma proposta se o jogador ficar livre do vínculo com seu time atual. Porém, não contavam com uma forte resistência interna. Terão que escolher entre atender ao treinador e ouvir os apelos de outros dirigentes para buscar um atacante mais barato, evitando aumentar a turbulência interna.