A lamentável atitude de alguns torcedores gremistas, ‘zombando’ da morte de Fernandão

Leia o post original por Milton Neves

1Foto: Reprodução

A repercussão da manifestação de alguns torcedores do Grêmio, entoando um sórdido “Fernandão morreu” no último domingo durante o Gre-Nal no Beira-Rio, causou comoção nos próprios torcedores gremistas, que manifestaram-se contra essa atitude nas redes sociais.

Em entrevista ao Globo Esporte, o vice-presidente do Grêmio, Nestor Hein, faz questão de separar o clube dos manifestantes, dizendo que “quem fez isso tem que ser expurgado de ir ao estádio, é uma gentalha”.

É verdade que existe muito “mimimi” no futebol atual, mas tudo tem limite, óbvio!

‘Zombar’ da morte é o “fim da linha”.

A esposa de Fernandão, Fernanda Costa, pelo Instagram, lamentou profundamente, dizendo que estava no estádio com os filhos, primeiro Gre-Nal dos meninos “in loco”. Em pleno Dia dos Pais… Veja abaixo:

Fernandao

Além da total falta de sensibilidade de alguns torcedores, o Beira-Rio ainda teve 25 cadeiras destruídas pelos visitantes.

Prejuízo de R$ 7,5 mil aos cofres gremistas.

Isso aconteceu também no clássico entre Corinthians e Palmeiras, no Itaquerão.

Você, que vai ao estádio com sua família, acha que a torcida organizada de seu time lhe representa?

E você, que é de alguma torcida organizada, concorda com esse “vale tudo”?

Opine!