Conselheiro sugere que Palmeiras pague presidente com jogadores

Leia o post original por Perrone

José Corona, conselheiro do Palmeiras que votou em Paulo Nobre, mas hoje é opositor, faz campanha contra o plano apresentado pelo presidente para receber cerca de R$ 105 milhões que emprestou ao clube em até 15 anos. Ele defende que para quitar a divida o alviverde dê para o cartola direitos econômicos dos jogadores que o dirigente contratou.

“Ele vai levar o Leandro de presente, o Pablo Mouche, Tobio, Mendieta, Henrique… Ele que trouxe sem ouvir ninguém, que fique com esses jogadores, e venda pra abater da dívida”, disse Corona.

Nobre começou nesta semana a fazer reuniões com conselheiros para explicar a forma sugerida para o clube lhe pagar cerca de R$ 100 milhões. Será em até 15 anos com juros inferiores a 1% ao mês. Ao mesmo tempo, Corona pede que os conselheiros não aceitem a proposta e defendam o pagamento com jogadores. A forma de quitação da dívida será votada pelo Conselho Deliberativo no início de setembro.

Em 19 meses no cargo, Nobre contratou 36 atletas. A equipe ocupa a 14º colocação do Brasileiro.