São Paulo: vazamento pode “melar” venda de Douglas ao Barcelona

Leia o post original por blogdoboleiro

Há três meses, o São Paulo vem negociando com o Barcelona a venda do lateral-direito Douglas. A transação vinha sendo mantida em sigilo, mas na noite desta quarta-feira, foi confirmada pelo presidente Carlos Miguel Aidar e pelo técnico Muricy Ramalho. O clube espanhol pagaria algo em tono de 12 milhões de euros.

Quem está conversando com o Barcelona é o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro que, antes mesmo da derrota do São Paulo para o Bragantino por 3 a 1, tinha negado a informação de Douglas.

Desmentido pelo presidente, Guerreiro ficou irritado pelo vazamento da notícia e disse que vai conversar seriamente com Carlos Miguel Aidar. “Este tipo de negócio só dá certo se for sigiloso. Dei entrevista à Jovem Pan (rádio) dizendo que não havia nada. Agora o Carlos Miguel abriu. Mas vou cobrar do presidente”, disse.

Há três meses, Guerreiro conversou com o empresário Juan Figger para qiue ele entrasse em contato com o Barcelona. “Já tinha a notícia de que o Daniel Alves iria sair de lá. E pedimos para oferecer o Douglas. Ele foi observado por dois representantes do Barcelona. No primeiro jogo, contra o Bahia, ele foi muito bem. Depois, contra a Chapecoense, ele não foi bem. Mas os representantes do Barça acharam que ele tem qualidades e a característica do Daniel Alves”, contou Guerreiro.

O dirigente agora teme que o negócio emperre porque o segredo foi quebrado. Apenas Aidar, Muricy Ramalho, Guerreiro e o gerente de futebol Gustavo Oliveira. “Não sei quem vazou essa informação. O segredo neste negócio era muito importante”, afirmou.

O Barcelona estaria disposto a pagar 12 milhões de euros por Douglas. O São Paulo tem direito a 60% do valor (algo em torno de 7,2 milhões de euros). Os outros 40% pertencem à Traffic, empresa com quem os dirigentes do time espanhol não querem conversar.

Ainda irritado com a revelação, Ataíde Gil Guerreiro criticou o desempenho do time do São Paulo no jogo contra o Bragantino, que terminou com a eliminação do Tricolor na Copa do Brasil. “Foi horrível. Os jogadores foram muito mal e o técnico Muricy Ramalho também”, disse antes de garantir a presença do treinador. “Ele tem crédito”.