Pitacos – Verdão respira e Tricolor de Pato vence clássico!

Leia o post original por Neto

PITACOSA rodada do Brasileirão começou no sábado com três vitórias magras. No Rio o Botafogo superou a Chapecoense com o golaço do peruano Ramirez (aquele mesmo, ex-Corinthians!). O resultado aliviou os cariocas na luta contra o rebaixamento. Por falar na temida zona da degola e o Verdão, hein? Foi brigador, superou o Coritiba no duelo de seis pontos e vai passar o dia de seus centenário, na próxima terça-feira, fora do Z-4. Parabéns aos jogadores! Só que ainda precisa melhorar muito, viu? Em Minas o Inter tropeçou sua segunda partida seguida ao perder para o Atlético/MG, gol do Tardelli. O Galo vai ser mais uma grande equipe a brigar na parte de cima da tabela.

Já no domingo o São Paulo venceu o clássico contra o Santos graças a participação decisiva de dois de seus craques: Ganso e Pato. O primeiro abriu o placar fazendo um golaço. Já o segundo marcou no finalzinho, decidindo o jogo e os três pontos que colocam o Tricolor na vice-liderança do Brasileirão. Pato saiu ovacionado! Quem diria!? Nada como um dia após o outro. Pra mim se o Muricy tivesse uma defesa mais consistente brigaria de igual pra igual com o Cruzeiro pelo título.

Volta por cima deu o Fluminense. Depois dos protestos e conflitos com torcedores o time do reagiu o aplicou uma baita goleada pra cima do Sport: 4 a 0. Destaque para o Cícero que jogou muita bola. O artilheiro Fred, principal alvo desses vândalos, marcou dois. E agora? Vão falar o que? Quem está nadando de braçada é a massa rubro-negra, que depois de um período turbulento, deu a volta por cima com o Luxa no comando. Mais uma vitória seguida. E eu que achava que o Flamengo iria cair, já começou a mudar de opinião. Agora não dá pra negar que ele está tirando leite de pedra, né?

Em Porto Alegre o Corinthians não jogou mal diante do Grêmio. Foi até bem. Mas deu um apagão no começo do segundo tempo que conseguiu a proeza de tomar dois gols em quatro minutos. Aí ficou difícil buscar o resultado. O árbitro Héber Roberto Lopes prejudicou o Timão em não dar pelo menos dois pênaltis. Aquele do chute do Romarinho foi um absurdo! A verdade é que o Mano precisa jogar pra cima sempre. Essa mania de se retrancar arrebenta com o time quando precisa fazer o resultado. Ah, e o Guerrero mereceu sim ser expulso. Afinal deu uma cabeçada no cara.

O Cruzeiro fez a parte dele e venceu o Goiás. Campanha impressionante! O bicampeonato é questão de tempo pelo visto.