Grande vitória para o time do Grêmio

Leia o post original por Pedro Ernesto

Foto: Bruno Alencastro/Agência RBS

Foto: Bruno Alencastro/Agência RBS

 

Não foi fácil. Nem se imaginava diferente. O Corinthians é postulante ao título. O Grêmio fez dois gols relâmpagos. Tudo no segundo tempo. O primeiro com 20 segundos. E o segundo veio logo em seguida, três minutos depois. Ambos com Barcos. Daí em diante, a ordem era segurar. Quem segurou mais foi Marcelo Grohe, que, com Barcos, foi a grande estrela do Grêmio.
O time de Mano Menezes não parou de atacar e tornou dramática a vitória gremista. Mano empilhou atacantes enquanto Felipão empilhava volantes. Estratégias corretas dos dois técnicos. Venceu o Grêmio. Uma vitória importantíssima, que dá permite ao Grêmio respirar muito melhor no Brasileirão. Agora, é se preparar para a empreitada de quinta-feira, contra o Santos, pela Copa do Brasil. A vida segue.

Rafael Moura
Centroavante vive de fazer e errar gols. Existem gols lindos, outros de último toque e os erros graves. Mas, no sábado, Rafael Moura fez o que parecia impossível. Teve dois lances para matar o jogo. No primeiro, Victor fez grande defesa. No segundo, depois de driblar o goleiro, na pequena área, sem nenhum obstáculo, mandou no poste. Ali o Inter começou a perder o jogo para o Galo. Quando a chance foi dos mineiros, Diego Tardeli chutou cruzado e marcou o gol. O Inter jogou para ter resultado melhor. Mas os gols perdidos por Rafael Moura não passaram impunes. O futebol cobra rápido os erros cometidos. O Inter teve essa lição no Independência.

Reviravolta
Dois técnicos que entraram em meio ao Brasileirão melhoraram a trajetória dos seus times. Vanderlei Luxemburgo acertou o Flamengo e acumula vitórias. O mesmo vale para Argel Fuchs. O Figueirense caminhava para o rebaixamento. Argel mudou essa história. Quem não deslanchou foi Celso Roth. Acabou demitido. Por fim, Muricy Ramalho faz campanha ascendente com o São Paulo. Mesmo com três meses para receber de salário.

Demmmaaaaiiisss
Marcelo Grohe é, inegavelmente, um grande goleiro. Além disso, como os grandes goleiros, tem sorte. Aquela bola chutada de fora da área por Ralf que encontrou defesa no travessão tinha o goleiro vencido. Mas Grohe fez duas ou três defesas de maravilhosas. A torcida adora esse jogador. Que erro cometeu a direção do Grêmio quando trouxe Dida. O atual titular ficou um ano na reserva, resignado. Esperou sua vez e hoje é uma afirmação no clube.

De menos
Celso Roth foi demitido do Coritiba. E demorou. O presidente do Coxa entregou seu time para ele e Paulo Paixão. Não funcionou. Celso vive momento ruim na carreira. Depois de ficar um ano sem clube, recebeu essa chance do Coritiba e não foi bem, apesar da paciência da direção. Mas até ela se esgota. Roth perdeu o emprego e, em baixa, talvez leve algum  tempo para conseguir outro.