Procurador do STJD vai analisar papéis do registro de Petros

Leia o post original por blogdoboleiro

O procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schmitt, disse ao Blog do Boleiro que já tem em mãos todos os documentos referentes ao caso da inscrição do volante Petros pelo Corinthians. “Já estou com toda a documentação. Vou ler com calma antes de decidir o que fazer”, afirmou por telefone quando estava no plenário do STJD à espera do julgamento do Grêmio da acusação de racismo contra o goleiro Aranha.

Nesta terça-feira, o caso foi revelado e o diretor de negócios jurídicos do Corinthians, Luiz Alberto Bussab, disse que estava tranquilo porque, na avaliação dos advogados do clube, Petros jogou regularmente.

Eis o caso:

No dia 1 de agosto, sexta-feira, o clube renovou contrato com Petros, que já atuava  pelo clube. Nesta mesma data, o novo registro foi divulgado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Acontece que a Federação Paulista de Futebol, coloca em seu site que Petros foi contratado no dia 2 \regularizado a situação do atleta. Na Federação, o argumento é que ela recebeu os documentos na dia 1º e enviou à CBF “protocolo de registro do atleta”.

No dia 3, domingo, Petros jogou contra o Coritiba. E assinou súmula em cinco jogos do Campeonato Brasileiro, além de duas partidas pela Copa do Brasil. O Corinthians pode, no entender de vários advogados da justiça desportiva, ser punido por colocar em campo um jogador com situação irregular.

Agora, Schmitt vai avaliar se apresenta ou não denúncia contra o Corinthians, com a acusação de escalar o atleta irregularmente. Durante os dois últimos dias, o jurídico do clube vem acompanhando se alguma outra agremiação ou mesmo o procurador teriam entrado com alguma ação no STJD.