Vasco x Luverdense | Era Joel

Leia o post original por Bruno Maia

joel

Já diz o ditado: o pior cego é aquele que não toca sanfona e o que é treinador de futebol. Ai ai… Vamos nós para a “Era Joel”. Espero, desde já, ansiosamente pelo dia em que vou poder escrever isso com o “era” sendo verbo e não como substantivo. Mas por ora, o que temos é que aguentar esse personagem e dar risada. Fui ler para ver como seria o time do “comandante” hoje à noite contra o Luverdense e vi que ele já começa mal. Bonecão de Olinda no gol novamente, enquanto Jordi segue no banco. Ele daria um bom presente a todos os vascaínos se surpreendesse e promovesse a troca de goleiro.

Joel “Só Love” Santana vem cheio de amor e história pra contar, mas ainda sem uma definição clara de meio-campo. Neste momento do campeonato, essa me parece ser a grande incógnita de quem dirige o Vasco. Sim, porque nas laterais, nós meio que já desistimos. Troca uma baranga por outra e as avenidas seguem abertas. O complexo viário cruz-maltino hoje carregará os nomes de “Avenida Lorran” e “Avenida Diego Renan”. A diferença no fluxo delas tem sido a performance do meio-campo. Definitivamente, não sou fã do que o Aranda apresentou em São Januário desde que chegou, mas com ele e Guiñazu, a cobertura dos laterais é um pouco menos precária. Fabrício é um cara de marcação, mas não é tão bom para acompanhar os buracos que nossos laterais costumam deixar.

Ao mesmo tempo, o time precisa de poder de fogo. A articulação para o ataque que Douglas só faz quando lhe convém, numa espécie de Diego Souza versão 2014. Maxí Rodriguez veio com muito mais vontade nas suas últimas aparições, mas ainda carece de regularidade. Ter os dois juntos significa abrir mão de Fabrício ou de um atacante. Acho que Douglas já podia passar umas duas rodadinhas no banco pra ver, tanto se ele acorda um pouco mais, quanto se Maxi consegue roubar de vez a posição. Não vejo como prescindir de Kléber e Thalles na frente.

Do outro lado, novamente, o time de nome estranho, vindo lá do Mato Grosso e com a marca impressionante de ter vencido 100% dos confrontos contra o Vasco no confronto direto entre os dois clubes. Tudo graças aos dois gols ridículos que tomamos no primeiro turno, dos craaaaaaques Reinaldo (!!!) e Misael (!!!!!!!!!!!). Sorte de Papai Joel que os dois estarão fora e também de nós, já que em caso de nova vergonha, precisamos não vamos ter que lidar com tantas exclamações assim.