Ausência de ofensividade no Timão virou mais ‘física’ que tática

Leia o post original por Neto

Gil e Elias estão sendo convocados por Dunga para a Seleção Brasileira

Gil e Elias estiveram na convocação do Dunga para a Seleção Brasileira

Todo mundo já sabe que o excesso de retranca do técnico Mano Menezes tem prejudicado muito o setor de ataque da equipe nesse Brasileirão. Afinal só ele mesmo para colocar atacante para marcar lateral durante os 90 minutos. Mas se desgraça pouco é bobagem o Timão tem sofridos também com as tais ‘datas Fifa’. É um tal de liberar jogador pra seleção que está difícil encontrar 11 caras para escalar, viu? Para se ter uma ideia, contra o Criciúma, na última rodada, foram 5 desfalques. Isso sem contar o Romarinho, que acabou de ser negociado com o Catar. E é aí que está o início do problema.

Poxa vida! Se dentro de um planejamento você enxerga muitos desfalques no ataque por causa de convocações, você não pode liberar um jogador como o Romarinho no meio da competição. É dar um tiro no pé! E não dá nem pra dizer que a proposta foi irrecusável porque nem é o caso. O menino era dividido em pelo menos 3 fatias e tinha contrato em vigor no Timão. Segura até conseguir um substituto ideal.

Tudo indica que o problemas ainda pode se agravar. No duelo de volta da Copa do Brasil contra o Atlético/MG, marcado pela CBF para o dia 15 de outubro, o Timão poderá seguir com 5 jogadores fora. Sendo pelo menos 4 titulares (Gil, Elias, Guerrero e Romero – este caso seja convocado para a Seleção do Paraguai). Ainda tem o Lodeiro no Uruguai. Ou seja, classificação extremamente ameaçada.

Essa falta de opções na frente tem feito o Mano apostar no jovem Malcom. Trata-se de um menino de futuro, mas um time como o Corinthians precisa de elenco. Ainda mais se o esquema tático do treinador não ajudar, né?