Vasco 2 x 0 Luverdense | Enfim, temos goleiro

Leia o post original por Bruno Maia

jordi

Sim, agora dá pra dizer que, finalmente, temos goleiro. Porque quando Martín Silva chegou, era (é) tão acima da média, que gera um outro problema: é convocado toda hora e nos mantém desfalcados. Claro que não é culpa dele, mas do calendário. O fato é que com um goleiro excepcional, precisamos nos revezar entre isso e o seu reserva. Até então, o bonecão de Olinda, preferido de Carlos Germano. Jordi não precisou fazer nada para ser o melhor em capo! Só entrar de titular, dar uns tchaus, repôr umas bolas e jogar a camisa para a torcida no final. Vê-lo bater um tiro de meta já foi quase ver o Edmundo rebolando para os mulambos em 97. Momento histórico! Alegria absurda! Tinha que ser a foto do post de hoje!!! Viva Jordi!!!!!!

******

Bem, recompondo alguma serenidade… Na estreia de Joel Santana contra o adversário de nome esquisito, o Vasco voltou a apresentar o futebol que, sim, chegou a ter com Adílson Batista no Campeonato Estadual e em raríssimas partidas da Série B. Um futebol tranquilo, desestressado, com a autoridade de quem é muito maior do que seu adversário e de quem sabe que vai vencer pela camisa, mas também pela categoria. Contra o Ceará tinha sido assim. Vale lembrar que há um mês, estávamos falando de quatro vitórias seguidas com o time de Adílson e, poucas semansa depois, levamos a maior goleada da história de São Januário. O problema ainda é a inconstância. Só o tempo vai provar o contrário.

A atuação de Douglas ontem foi diferente. O cara correu, esteve ligado o tempo todo, e conseguiu momentos importantes como o passe para o segundo gol, numa bela troca de passes com Diego Renan. A defesa esteve tranquila, mas também há que se lembrar que o adversário, de qualidade contestável, ainda jogou sem seus dois atacantes titulares e não conseguiu sequer articular uma jogada de perigo a partida inteira. Isso não foi mérito do time e sim da infinidade de passes errados que eles cometiam sempre que pegavam a bola. Passes de dois metros errados à exaustão. Apesar de recorrentemente eu reclamar dos espaços deixados por Diego Renan na defesa, há que se reconhecer o valor do cara no apoio ao ataque. No início de sua passagem pelo Vasco, ele rapidamente mostrou isso. Recentemente, porém, havia caído muito de rendimento nesse aspecto e aí se tornava inútil ao time: ruim no ataque, pior na defesa. Ontem, não. Com a tranquilidade oferecida pela Luverdense, conseguiu subir diversas vezes e ser importante para o time.

Quem está cada dia mais titular é Maxi Rodriguez. A dupla com Douglas ontem foi um dos principais destaques que tivemos. O cara é frio com a bola no pé, mas corre com disposição que provoca quem está a seu lado. Credito muito a ele a mudança do jogo do Douglas. Vamos esperar pra ver na próxima partida como as coisas vão evoluir.

Independente de treinador, sigo com a mesma certeza de sempre: o time vai subir. Ontem abrimos 4 pontos para o quinto colocado e seguimos a um do líder. Não é isso que me preocupa. Sem dúvida, a presença de Joel Santana trouxe muito mais tranquilidade ao time, porque acalmou a torcida. Vamos em frente então…