A juizada anda interpretando tão mal bola na mão como sendo mão na bola como nunca na história deste país, “lulamente” falando! E sempre pró-Fla e Flu! Além de outros erros sempre pró-Cruzeiro. Até quando o Apito Amigo reinará no Brasil?

Leia o post original por Milton Neves

apitos

Não é novidade para ninguém que a arbitragem brasileira anda perdidinha.

Afinal, não é à toa que em TODO “Terceiro Tempo”, meus companheiros de trabalho e eu precisamos discutir muito mais sobre os erros dos “homens de preto” do que sobre as atuações dos treinadores, goleiros, zagueiros, meias, laterais ou atacantes.

Mas nem a tecnologia mais avançada do mundo salvaria os juízes de um erro que tem sido recorrente nas últimas rodadas.

Por que agora em todo lance de bola na mão dentro da área os árbitros estão insistindo em marcar pênalti?

Ora, não tem como o beque amputar o braço para entrar em campo.

Exemplos claros, inclusive, aconteceram nesta rodada, como nos penais marcados para o Flu contra o Palmeiras e para o Fla contra o Corinthians.

E como esquecer da penalidade que ajudou o Rubro-Negro a tirar o Coritiba da Copa do Brasil?

Lances do tipo, claro, são interpretativos.

Mas o que tem me irritado é que a decisão quase sempre tem pesado para o lado do time da casa ou do mais forte politicamente.

Alô, Comissão de Arbitragem, vamos dar um jeito nisso, né?

O fôlego do Cruzeiro, enfim, acabou?

E o Cavalo Paraguaio Azul de Minas Gerais pastou legal ontem à tarde no verde gramado do Morumbi.

Será que a Raposinha conseguirá perder o título mais ganho dos últimos anos?

O grande problema para o Cruzeiro não é nem a distância na tabela para o São Paulo, que ainda é considerável.

O que deve mesmo pesar contra o Segundo de Minas é o psicológico.

Comparando com o boxe, o Cruzeiro estava vencendo a luta por pontos, mas agora está nas cordas levando duros golpes do renovado São Paulo.

Será que o nocaute virá nas próximas rodadas?

Aguardemos…

Opine!